quinta-feira, 26 de outubro de 2017

NOVA COMPANHIA - II


Ainda sobre a proposta do NRE/Bozano que será votada amanhã na Assembleia Geral da AISI, mantenedora da Faculdade de Medicina de Itajubá e do Hospital Escola, o Comunicado da entidade acentua que visa a formação de uma parceria que proporcionasse, não só aporte de recurso, mas também melhoria significativa na qualidade de ensino, ou seja, um grupo voltado para a educação médica e não apenas de foro comercial.
Realmente, é inquestionável o poder de fogo do private equity do Bozano.

Quanto a busca de melhoria significativa da qualidade de ensino e imaginando a influência do Grupo NRE Educacional, que já se encontra à frente de cinco (5) Faculdades de Medicina espalhadas pelo País, observamos:

ITPAC (Instituto Tocantinense Presidente Antonio Carlos) - Araguaína (Tocantins), que teve o seu Curso de Medicina reconhecido pelo MEC, em 7/7/2016 - Classificação no RUF: 174º posição.

ITPAC - Porto Nacional (Tocantins) - Classificação no RUF: entre 201º e 250º posição.

UNIVAÇO - Ipatinga (Minas Gerais) - Classificação no RUF: 129º posição.

IPTAN - São João del-Rei - Curso de Medicina reconhecido pelo MEC em 3/7/2015 - Classificação no RUF: 136º posição.

IEVASP - Parnaíba (Piauí) - Curso autorizado pelo MEC em 11/12/2105. Sem citação no RUF. 

Em tempo, a Faculdade de Medicina de Itajubá, fundada em 1968. Classificação no RUF: entre 201º e 250º.

Pois é...

Viver é Perigoso   


Nenhum comentário: