terça-feira, 24 de outubro de 2017

DÚVIDAS !

Viver é Perigoso

10 comentários:

Anônimo disse...

Zelador. Lendo OSM a gente observa que a ROUBALHEIRA está mesmo solta! Lamentável. De toda forma não consigo entender porque não sai uma noticiazinnha sobre o assunto no Itajubar Morticia ! Porque será ? Tão próximos ! Tão miguinhos. Eu heim! 😱😱😱😱😱

Edson Riera disse...

Eu hein,

Penso que os jornais têm que registrar o que aconteceu e tecer conjeturas sobre o que irá acontecer. Para o leitor de hoje não basta mais saber. Ele tem que imaginar a sequência. É uma forma de interação.

Sobre a manchete do O Sul de Minas da semana passada, foi uma repercussão de assunto abordado em reunião da Câmara Municipal e que há anos vem sendo comentado.

Assunto que ainda irá dar muita discussão.

Zelador

Anônimo disse...

Eng Riera. Vc q é um formador de opinião um bom conselheiro experiente enfim, por favor faça entender a esta gente que a cidade está sofrendo com a falta de EMPREGO!!!! Como todo o Pais! Precisamos focar neste ponto, o resto é bobagem ! Desempregado

Edson Riera disse...

Desempregado,

Na realidade eu sou é antigo e razoável observador do que aconteceu. Itajubá perdeu emprego já antes da crise forte. Faltou habilidade, humildade e aproximação direta com o dia a dia das empresas aqui instaladas e claro, interesse. Perdemos pequenas, grandes e muitas outras deixaram de vir. A Administração viveu, na área da geração de empregos, de ilusão. Anunciaram dezenas de empresas que não apareceram. Em certa entrevista, o Secretário de Industria afirmou certa vez, que pensava em distribuir senhas para organizar o atendimento dos empresários interessados em vir para Itajubá. A primeira coisa que precisam fazer é segurar os empregos existentes e sensibilizar as empresas já instaladas a retomar o crescimento por aqui. Não descarte emprego em Piranguinho (alguém está se implantando lá), Santa Rita e Pouso Alegre.
Lógico, rezar para que alguma coisa venha para cá.

Zelador

Anônimo disse...

Ok. Sabemos de tudo isso mas será q vamos continuar a torcer para piorar? É o q a CM passa para o povo pois não vejo movimentos profissionais focados assim como as entidades de classe de joelhos e NINGUÉM BUSCANDO ALTERNATIVAS! Vamos ter que aguardar o próximo prefeito a próxima csmara a próxima gestão nas entidades nas faculdades na universidade! ABSURDO TUDO ISSO!!!! Ajude aí!

Edson Riera disse...

Ajude aí,

As entidades não são contra novas empresas. Mas juntar esforços para trazê-las ??? A Câmara não pode e não tem condições de iniciativas nesse sentido.

Hoje, tudo está na mão do prefeito. Ninguém torce para piorar. Eu diria que mais fácil, mais rápido e menos oneroso, seria convencer a Mahle a trazer uma linha de produção para cá. Três turnos, com no total uns 300 funcionários seria uma festa. Apelem para o Estado abrir mão do ICMS por alguns anos (da nova linha), promovam um acordo com o Sindicato, etc.
Primeiro, façam as pazes com a empresa. Remember Santa Casa e Alínea L da Várzea de Piranguçu.

Precisam dar notícia sobre a Siva Power que assinou uma carta de intenções (não protocolo) com a cidade.

Zelador

Anônimo disse...

Amigo, outro dia você postou sobre o parque tecnológico de Lavras. Aqui na nossa terrinha não temos outra solução milagrosa. Temos empresas, conhecimento e laboratórios na área da energia. Por que não começamos por aí? Para isso temos que ter uns agregadores coisa difícil no momento a começar pela administração atual. Se possível, abdicando de posições e conceitos antigos da velha política, miremos em Sta. Rita que focou na área da informática e principalmente telecomunicações. Torcedor por Itajubá

Edson Riera disse...

Torcedor por Itajubá,

Agregadores é produto em falta. Empresas das áreas novas é maravilha, mas não geram muitos empregos. Itajubá tem próximo de 100.000 habitantes. Precisamos de uma empresa de mão de obra intensiva. Empregados gerados na indústria proporcionam o dobro no comércio e serviço.
Vem aí o Laboratório de Alta Tensão do Senai, que irá ajudar um pouco.
O duro, é que todas as possibilidades mencionadas são para 2020.

Não é tanta novidade. Trabalhei quase toda a vida longe da terrinha. Meus três filhos sempre trabalharam longe. É a vida...

Zelador

Anônimo disse...

O anônimo aí de cima tem razão. Os centros já implantados de eficiência energética, de compatibilidade, das pequenas centrais, as indústrias e agora o laboratório do Senai. Nossa especialidade. Possíveis agregadores: agreguem-se os nos tornaremos cidade dormitório.

Edson Riera disse...

Cidade Dormitório,

Quem sabe acontece um milagre e todos passamos a olhar na mesma direção.

Zelador