sexta-feira, 20 de outubro de 2017

CONVERSA PARA BOI DORMIR


Um país muito distante foi atingido por uma séria epidemia, que provocava uma persistente dor de cabeça nos seus habitantes. Atingia principalmente os adultos, independente do sexo.

Análises profundas foram feitas. Seminários e reuniões foram realizadas em todas as regiões para discutir a causa. Em algumas localidades os cidadãos sofriam dores atrozes. Em outras nem tanto. Em raras, a aflição não se manifestava.

Num vilarejo assolado pelo mal, uma comissão de notáveis foi formada para consultar um famoso guru, que vivia no alto de uma quase inacessível montanha. Qual seria a origem do estranho mal ?

Após ouvir os detalhes, recolhendo-se aos seus aposentos, o centenário mestre consultou os seus anjos e depois de algum tempo, demonstrando sério cansaço, voltou-se aos aos visitantes apresentando o seu sábio parecer.

Essa estranha dor de cabeça que aflige a população advém das preocupações provocadas pelo desemprego, pelo complicado atendimento da saúde dos seus familiares, a insegurança, falta de esperança e desânimo pela quantidade de denúncias de corrupção dos seus dirigentes.

Óhhhh ! exclamaram surpresos os membros da comissão.

Qual é a solução imediata, amadíssimo mestre, pergunta-lhe o chefe da comissão visitante.

- Bom, murmurou quase sem forças, o velho guru:

A dor de cabeça vem a ser o efeito e uma solução imediata para estancá-la seria possível, mas o correto seria tratar da causa, que vem a exigir um tratamento demorado, de médio a longo prazo.

Mestre, disse o Vice-Chefe, estamos em apuros e não sei se o Senhor sabe, teremos eleições no ano vem. Precisamos de solução imediata. Mais para frente a gente combate a causa, que demandará muito esforço e pior, não apareceria para os olhos dos cidadãos. Optamos por uma terapia para atacar o efeito. Abordar a causa fica para depois.

Caros ouvintes, disse o mestre, não é a solução mais indicada, mas a epidemia de dor de cabeça pode ser amenizada com a disponibilização de divertimento, de distração para o povo, tais como locais agradáveis para passeios, lazer para as sua crianças, projeção de filmes, pequenos shows e muito foguetório.  Funcionará como um potente analgésico.

Mestre, perguntou um dos visitantes, o Senhor acha que seria possível levar adiante as soluções, imediata e a definitiva, juntas ?

Seria o ideal, respondeu o Mestre.

Se retirando apressado, o Chefe agradeceu o Guru, declarando: 

Continuaremos investindo na solução imediata. Quem vier depois que cuide da definitiva.

Viver é Perigoso      


2 comentários:

Anônimo disse...

Mensagem sublinhar zelador? observador da cena

Edson Riera disse...

Observador da Cena,

Longe disso.

Zelador