domingo, 10 de setembro de 2017

É A VIDA...

"Ridendo dicere severum" - Rindo dizer coisas sérias.

Todo mundo, ou quase todo mundo, creio eu, já ouviu a expressão "Jekill e Hyde". Vem da novela "O Estranho Caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde", escrita pelo  escocês Robert Louis Stevenson e publicada originalmente em 1886
Na narrativa, um advogado chamado Gabriel John Utterson investiga estranhas ocorrências entre seu velho amigo, Dr. Henry Jekyll, e o malvado Edward Hyde.
A obra é conhecida por sua representação vívida do fenômeno de múltiplas personalidades, quando em uma mesma pessoa existem tanto uma personalidade boa quanto má, ambas muito distintas uma da outra. 
A expressão "Jekyll e Hyde" passou a ser usada para indicar uma pessoa que age de forma moralmente diferente dependendo da situação.

Absolutamente, não é o caso. 

Foi a explicação, em forma de brincadeira, dada a uma amigo de longa, em encontro de final de semana prolongado, justificando o afastamento de postagens, com causos e acontecimentos, em nossa página do Facebook. Continuamos por lá acompanhando os amigos.

Em 6 de outubro de 2009, foi criado o blog www.vivereperigoso.com - hoje, beirando as 18.000 postagens (todas disponíveis para acesso), já tendo ultrapassado um milhão de visualizações. Sem compromissos, exceto com os princípios imutáveis.

O blog sempre teve um viés crítico (respeitoso) para com as autoridades constituidas, principalmente, para com as eleitas. Sempre poderiam fazer melhor do que fazem. Com a chegada do Facebook, começaram as dificuldades em separar quais postagens eram possíveis de lá serem publicadas sem provocar "não compreensões" entre os leitores.

Decidiu-se optar pelo blog www.vivereerigoso.com - endereço para onde podem se dirigir, "gregos e goianos" e até comentar.

Aí está a explicação para o sumiço. Nunca existiu um Jekyll e um Hyde.
 
Sempre o mesmo. Edson, Zé, Zezinho, Riera, Zelador, Tipica, John Chair e outros menos votados.

É a vida...

Viver é Perigoso           


Nenhum comentário: