terça-feira, 5 de setembro de 2017

ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE

Aprovado ontem, em primeira votação, o Projeto de Lei, que dá de mão beijada, 6.000m2 de área nobre, pertencente ao município, a um empresário de fora, que se compromete a construir salas de cinema (4) na terrinha. 
Já existe discussão sobre o filme mais propício para a sessão de estréia. 
Na votação, o Projeto apresentado pelo Prefeito, venceu por 11 votos a cinco. Votaram contra a simples doação, os nobres Vereadores, Monica, Chico, Santi, Jorjão é Marcelo Krauss. A posição da fiel base aliada foi a espera. Adesão total com suspiros e aplausos. A meio surpresa da votação foi o voto favorável do Vereador Zambrana. 
Os cinemas não são tão esperados quanto a Praça de Alimentação, uma vez que atenderá os funcionários da Prefeitura, futuramente os do Fórum e ainda mais adiante os da Câmara Municipal. 
Como tudo na cidade, deve ser para 2020.
Talvez seja o primeiro cinema na história recente de Brasil que recebeu doação de tamanha área para se instalar. 
Os tempos estão mudando.

Viver é Perigoso  

7 comentários:

Anônimo disse...

Votaram contra a simples doação, os nobres Vereadores, Monica, Chico, Santi, Jorjão é Marcelo Krauss.

Esta é a turma do contra, no sei lo que passa pero soi contra.

Que bobabagem!

Beicinho

Anônimo disse...

Duvido que saiam as 4 salas.
1 sala já seria excepcional.

Como no caso dos karts existem mais sócios ocultos que clientes pra usar os serviços.

Edson Riera disse...

Karts,

Creio que 2 salas seriam suficientes para atender Itajubá é micro-região. Cinema perdeu muito com a exibição dos filmes pelos canais especializados. Ir ao cinema tornou-se um programa somado com alimentação. Essa preocupação os investidores parece que têm.
A área de 6.000m2 é absurdamente grande. O estacionamento será uma fonte de renda, sem dúvida. A contestação está na doação de um bem público para comércio.
Agora, que ficará fora de mão para 90% dos moradores, sem dúvida. Só irá quem tiver carro.

Quanto aos karts...não sei

Zelador

Anônimo disse...

Zelador, quanto vale este terreno? Vendedor

Anônimo disse...

Ate quando vai essa depreciação do patrimônio público????cadê o pai do prefeito para dar um basta nisso ,se fosse o dr Jorge estaria vai esperneando ,,,,que falta de querência..

Edson Riera disse...

Vendedor,

Segundo comentários, algo próximo de 2 milhões.

Zelador

Edson Riera disse...

Querência,

Os tempos eram outros. O Prefeito é completamente independente, como deveria e deve ser.

Todo o País, citando a área federal com as privatizações, a Estadual, com a perspectiva de venda do Centro Administrativo de BH e os municípios, de forma geral, da mais mais fácil e burra, optam por desfazer de bens públicos, ao invés de reduzir custos, para cobrir rombos e furos de caixa.
Bens que, por administração ruim e carregados de penduricalhos a serviço de partidos políticos, deveriam ser vendidos com os recursos obtidos serem direcionados, com total transparência para alguma prioridade. Em Itajubá, a troca do prédio da Cabelte pela entrega do Teatro já pronto, foi um exemplo disso.

Zelador