sábado, 26 de agosto de 2017

SONHO DE CONSUMO

Sonho de muitos administradores públicos brasileiros:

Em Angola, o sigilo sempre foi a alma do negócio. Em 2002, o autoritário presidente, Eduardo dos Santos, resolveu oficializar a falta de transparência ao promulgar a Lei do Segredo de Estado, que classifica como secretos os interesses financeiros, econômicos, monetários e comerciais de Angola. Quem divulgar informações inconvenientes é preso.

Um dos mais longevos chefes de governo do planeta está deixando o posto. Eduardo dos Santos, está a 38 anos no poder de Angola. Mas, a família e aliados continuam no poder.

Angola é o maior produtor de petróleo da África, tudo controlado pela empresa Sanangol, dirigida por Isabel dos Santos, filha de Eduardo Santos e tida como a mulher mais rica do continente. O filho, José Filomeno dos Santos, seguirá na frente do Fundo Soberano de Angola.

A Odebrecht foi fundamental na sustentação do governo de Eduardo Santos. A empresa esteve presente na construção de avenidas, aeroportos, hidrelétricas, redes de transmissão de energia, saneamento básico e outros. 
Entre 2006 e 2016, o governo brasileiro liberou quase US$ 3,2 bilhões em financiamentos para operações da Odebrecht em Angola.

Segundo a Transparência Internacional, Angola é um dos países mais corruptos do mundo, ocupando a posição 164ª, num total de 176 países.

Extraído do Estadão

Viver é Perigoso    

Nenhum comentário: