sexta-feira, 18 de agosto de 2017

FIM DE FEIRA


Terminou ontem em São Paulo a Labace. A maior feira de aviação executiva da América Latina. 

Em entrevista, disse o presidente da Helibrás, Sr. Richard Marelli:

- O recuo ocorrido nas vendas chegou a 90%, mas há sinais de recuperação. A companhia fechou contrato de venda de cinco unidades neste ano. Em 2016, haviam sido duas, enquanto nos tempos de euforia do setor, a média ficava entre 25 e 30. Os modelos negociados agora são de nível intermediário (de US$ 5 milhões a US$ 7 milhões). Os mais baratos (de cercade US$ 3 milhões) estão quase sem demanda, pois quem os procurava eram clientes novos, que ainda não tinham nenhuma aeronave. Agora, quase não temos mais entrada de clientes novos. O segmento de helicópteros tem sofrido por ter focado muito na venda de equipamentos que atendiam plataformas de petróleo offshore. As industrias de construção civil e de óleo e gás praticamente deixaram de ser clientes. Os patamares de venda só atingirão níveis mais saudáveis depois de 2019.

Que turbulência ! Bons tempos aqueles das palestras do Lula.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: