quarta-feira, 30 de agosto de 2017

30 DE AGOSTO DE 1970


Já lá vão 47 anos, mas a tarde de 30/8/70 não sairá da memória do povo da Boa Vista. Aconteceu o trágico acidente com a explosão e o incêndio da Loja do Sr. Tonico Adami, no mesmo local onde funciona hoje o Hotel Bramig.
A loja tinha em seu estoque, grande quantidade de fogos de artifício e explosivos diversos. Muitas pessoas ficaram feriadas.
Faleceram no local, o Benedito Baganha, de Ouro Fino, José Domingos Teixeira, soldado do 4º BE, João Pedro Alves, Antonio de Araujo Leite, ferroviário e Pedro Siqueira Monti, de Pedralva.
Depoimento publicado há tempos no Blog, enviado pelaRegina Brandão, filha do nosso amigo de pescarias, Sr. Brandão, que morava com sua família no andar de cima da Casa Adami.

" Sou filha do proprietário da Casa das Rendas. Nós morávamos em cima e a explosão realmente foi no dia 30 de agosto de 1970, por volta das 15 horas. Quem saiu pela janela e a parede desabou quase em cima foi minha mãe Léa. Meu pai Brandão estava subindo as escadas com seu amigo Baganha que morreu na hora. Meu pai se feriu muito, pois ficou soterrado. Dentro de casa estava minha mãe, meu irmão caçula Luiz Brandão a empregada Linda e minha irmã Ana Maria Brandão presa no banheiro que meu tio Isaltino Faria meu primo Joaquim Lemos e outras pessoas foram salva-la. Realmente fora de casa morreram cinco pessoas infelizmente. Foi uma tragédia muito grande para todas essas famílias e para nós também. "

Regina Brandão

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: