sexta-feira, 18 de agosto de 2017

O ADVOGADO QUE VIROU MÉDICO


Nascido numa família de poucos recursos, seu sonho era estudar Medicina. Passou a adolescência numa sucessão de emprego e desemprego. Somente aos 22 anos conseguiu concluir o ensino médio. A formação veio junto com o curso técnico em Radiologia. Por se tratar de atividade com jornada reduzida, ele melhorou a renda e passou a ter mais tempo para estudar.

Mas as horas disponíveis para os estudos ainda não bastavam para frequentar uma faculdade de Medicina. Então, apesar da nota lhe permitir tal ingresso, decidiu matricular-se no curso de Direito. Quando se formou, já tinha família constituída.
Antes de ingressar na advocacia, cumpriu o restante do tempo para a aposentadoria especial como radiologista. Assim, quando se tornou, digamos, um jovem senhor, passou a atuar em causas jurídicas de sucesso.

Mas os sonhos são teimosos, né?! Às vezes desistimos deles. Mas eles não desistem de nós. E eis que seus dois filhos decidiram fazer o vestibular para Medicina. Para animá-los, o jovem senhor, já realizado quanto às rendas e ao patrimônio, decidiu estudar junto com eles.

Agora a família conta com um pai pediatra, um filho cardiologista e uma filha geriatra. E planejaram: o pai cuidará dos netos (quando chegarem); a filha cuidará do pai, que já não é um senhor tão jovem, e o filho cuidará do coração de todos.

José Roberto Lima - Hoje em Dia

Viver é Perigoso

VIVER É PERIGOSO


Viver é Perigoso

FIM DE FEIRA


Terminou ontem em São Paulo a Labace. A maior feira de aviação executiva da América Latina. 

Em entrevista, disse o presidente da Helibrás, Sr. Richard Marelli:

- O recuo ocorrido nas vendas chegou a 90%, mas há sinais de recuperação. A companhia fechou contrato de venda de cinco unidades neste ano. Em 2016, haviam sido duas, enquanto nos tempos de euforia do setor, a média ficava entre 25 e 30. Os modelos negociados agora são de nível intermediário (de US$ 5 milhões a US$ 7 milhões). Os mais baratos (de cercade US$ 3 milhões) estão quase sem demanda, pois quem os procurava eram clientes novos, que ainda não tinham nenhuma aeronave. Agora, quase não temos mais entrada de clientes novos. O segmento de helicópteros tem sofrido por ter focado muito na venda de equipamentos que atendiam plataformas de petróleo offshore. As industrias de construção civil e de óleo e gás praticamente deixaram de ser clientes. Os patamares de venda só atingirão níveis mais saudáveis depois de 2019.

Que turbulência ! Bons tempos aqueles das palestras do Lula.

Viver é Perigoso

PRIMEIRA DELAÇÃO PREMIADA


O Coronel Joaquim Silvério dos Reis era contratador de impostos e devia para a Fazenda Real a extraordinária soma de 167 contos.
Os  bens que possuía nas capitanias de Minas e do Rio, estavam ameaçados de sequestro por conta da dívida.
O Inconfidentes viram nele um aliado natural, interessado na independência que lhe daria posição e restituiria a fortuna.
Joaquim Silvério, porém, preferiu o seguro. Delatar e acertar um bom preço com as autoridades.
O plano teve um êxito completo.
A pedido do Vice-Rei, Conde Rezende, Joaquim Silvério foi solto, foi levantado o sequestro dos seus bens e toda a sua dívida perdoada.
O delator foi feito cavaleiro da ordem de Cristo, fidalgo da casa real e tesoureiro-mor da bula de Minas, de Goiás e do Rio de Janeiro, com remuneração de 200$ réis.

Outros tempos.

Viver é Perigoso

AMIGO É PARA ESSAS COISAS


Ganhei um exemplar de assinante do Almanaque do Correio da Manhã. Referente ao ano de 1947 e recebido, creio eu, quando dos tempos que o Caro Doutor estudava no Internato do Colégio São Joaquim em Lorena.
Dei de cara com uma propaganda, na página 125, do Banco de Itajubá S.A. 
Pois é: Matriz: Itajubá - Sul de Minas
Filial: Rua da Alfândega, 45 - Rio de Janeiro
Diretoria: Wenceslau Braz P. Gomes / João Antonio Pereira/ José Braz P. Gomez.
Agencias em 10 cidades e escritórios em outras 16.

Já fomos bom nisso.

Viver é Perigoso  

DO BOLSO DO COLETE


Como sempre reafirmam os próprios políticos, o importante não são os fatos, mas as versões dos fatos. Dispara no Facebook a história dos coletes em aquisição pela Prefeitura Municipal.
Seriam 200 coletes fornecidos pela Reflexline Ltda com preço unitário de R$ 252,00, perfazendo um volume total de compra de R$ 50.400,00.
Tudo caminhava tranquilo, até que o vigilante cidadão, Christian Marcel, localizou no Mercado Livre, um colete reflexivo marca Induscapa, por módicos R$25,00/cada, podendo serem pagos em 5xR$ 5,00.
Seriam equivalentes ? Atenderiam as mesmas exigências ? Um especializado vereador da base aliada veio em socorro justificando a necessidade de atendimento as Normas Técnicas da ABNT e etc.
Tarde de mais.
Milhares já leram e comentaram o assunto.
Considerando enganos anteriores ocorridos e a total impossibilidade de acesso a informações junto ao Executivo, comentários pipocam pelas ruas e ficará gravado na mente das pessoas a versão dos fatos.
Oxalá essas informações não sejam repassadas por pessoas que, obrigatoriamente, participaram do processo burocrático de compras e acharam o valor elevado.
Juízo Moçada !

Pensando bem, por R$ 252,00 pode-se adquirir uma estilosa jaqueta de frio.

Viver é Perigoso

IRRACIONALIDADE

Viver é Perigoso

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

SOB A LUZ DE VELAS


"O mundo é um lugar perigoso para se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer".

Albert Einstein

Viver é Perigoso

LAS RAMBLAS - BARCELONA


Abalado com o atentado ocorrido hoje em Barcelona, voltei a uma post de 22/10/2009, do Viver é Perigoso. 

Pela Graça de Deus, tive o prazer de passar um dia todo subindo e descendo por Las Ramblas. Sentava numa mesa, encarava uns "tapas", uma cervejinha e me encantava. Na tarde-noite sentado numa bodega ao ar livre, estudava como iria pagar as contas.

Bom de ler o livro "Barcelona" do Francesc Petit, que, além de ter sido o P, da premiada agência de publicidade DPZ, foi também um Catalão de Barcelona.

O livro vem a ser um guia diferente e completo sobre a Cidade. É como se fosse um velho amigo recomendando lugares para visitar, conhecer, comer, beber, comprar e assistir.

Falo das Ramblas. Trata-se de um boulevard com um largo calçadão e um espaço de cada lado para circulação de automóveis e, ainda, duas calçadas mais estreitas a cada lado para os pedestres. Ao longo de todo o passeio, em ambos os lados do calçadão, existem grandes árvores, que alegram e fazem sombra no verão.

Segundo Petit, George Orwell escreveu um dos capítulos do seu "1984" sentado numa dessas mesinhas nas Ramblas. Jean Paul Sartre dizia que lá estava toda a filosofia do mundo. Picasso e Utrillo, paravam para observar as lindas mulheres que por lá passavam.

Nas Ramblas o mais importante são as pessoas que passam, marinheiros de todos os cantos do mundo, freiras, padres, turistas suecos, norte-americanos, franceses, japoneses tirando foto ou filmando, alguns pintando, outros desenhando, estátuas humanas, famosos e desconhecidos, crianças, velhos e velhas, senhores elegantes, prostitutas, punks, homossexuais e batedores de carteira.

Em Las Ramblas temos uma amostra completa do mundo. Pela Graça de Deus, tive o prazer de estar uma tarde-noite sentado na Ramblas, com papel, calculadora e caneta, estudando como iria pagar as contas.

Hoje, o fanatismo, a loucura e o fim dos tempos estiveram presentes.

Viver é Perigoso

COMO SEMPRE


Viver é Perigoso

LIVROS À MÃO CHEIA


O já famoso Book Friday da Amazon começou hoje ao meio-dia e vai até às 23:59 de amanhã. Megapromoção de livros, com 35.000 títulos, entre impressos e digitais.

Gosto de comprar livros nas livrarias. Olhar, folhear e ler orelhas. Mantenho sempre na minha listagem, algo próximo de 50 títulos. Alguns estão lá há muito tempo. A medida que o tempo passa e aquisições são feitas, outros vão os substituindo.

Mas não dá mais. Os preços via internet são mais interessantes, mesmo considerando em alguns casos, o valor do frete. A entrega tem sido bem rápida. 3 ou 4 dias a compra já está em casa.

Ainda não fiz negócios com a Amazon. Compro na Saraiva e na Cultura, mas sei que é questão de tempo. A presença comercial da Amazon é avassaladora.

Ah ! Nunca comprei ou li  livros digitais. Tenho mania de rabiscar, anotar e vez por outra olhá-los na prateleira.

Comprei e li, na última semana, um livro badalado. "O Vendido" - Paul Beatty, vencedor do Man Booker Prize. Confesso que um pouco despertado pelos acontecimentos de Charlottesville.

Sobre o livro, disse o The New York Times:
"As primeiras cem páginas do livro são as mais cáusticas e fortes que li em um romance americano em pelo menos dez anos"

O livro começa assim: " Pode ser difícil de acreditar vindo de um negro, mas eu nunca roubei nada. Nunca soneguei impostos nem trapaceei no baralho. Nunca entrei no cinema sem pagar. Não assaltei uma casa. Não roubei uma loja de bebidas. Nunca entrei num ônibus ou num vagão de metro lotado e sentei no lugar reservado para idosos "

Não leia.

Viver é Perigoso      

ROMBO MAQUIADO


Antes de mais nada, não foi surpresa a reportagem do jornal "O Estado de São Paulo" sobre a existência de maquiagem com gastos de pessoal. nos Estados e Municípios".
Dão chapéu direto na Lei de Responsabilidade Fiscal, superando em muito, o teto estabelecido.

No caso dos municípios, devia ser obrigatório, na Administração Municipal, na Câmara Municipal e nos cursos das nossas Escolas, a leitura e análise do Estudo publicado pela Firjan - Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. (www.firjan.com.br). O desempenho de Itajubá está registrado.

Segundo o estudo da Firjan, no tocante a gastos com pessoal, 575 prefeituras, estouraram o limite da LRF de 60% das receitas. Sem a grana adicional que entrou (repatriação de recursos), o número de municípios que teriam estourado o limite, seria de 871.

Assunto importante sobre o qual ninguém fala. 

Viver é Perigoso

ESTAMOS LASCADOS


Viver é Perigoso

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

É A VIDA...


Deu na Folha. Muito interessante.

Imagino que todos conhecem a música "Manhã de Carnaval" e já ouviram falar do seu compositor Luiz Bonfá. A música foi feita para o filme "Orfeu do Carnaval" em 1959. É uma das mais gravadas de todos os tempos.

Bonfá é carioca de 1922. Mudou-se para os EUA em 1959. Tomou o barco em 1971.

“Manhã de Carnaval” foi gravada por Tom Jobim, João Gilberto, Nara Leão e no exterior,  por Frank Sinatra e Nana Mouskouri. 

O trabalho de Luiz Bonfá é mais conhecido no exterior. Com mais de 500 composições, o músico é respeitado no mundo do jazz e foi gravado por artistas como Stan Getz, Dexter Gordon, Wayne Shorter e Paul Desmond, Tony Bennett, Sarah Vaughan, Freddie Hubbard, Dizzy Gillespie, Diana Krall e Oscar Peterson, entre outros ícones da música internacional.

A surpresa: Luiz Bonfá foi o único brasileiro que compôs uma música para Elvis Presley. Trata-se de "Almost In Love", de 1967. O compositor teria sido apresentado ao Elvis, nada mais, nada menos, do que pela atriz, Ava Gardner. Sim, ela mesma.

Viver é Perigoso

FUGA DE CAPITAL OU FUGA DA CAPITAL


Feriado sem ser nacional é um saco. Acaba virando meio feriado e meio dia útil. Aqui uma marasmo de dar gosto. Liga-se a televisão e assisti-se um dia a dia normal no País.

Ontem não deu outra. Comemora-se o Dia de N.S da Piedade. Caso não me falhe a memória, tal feriado municipal foi instituído pelo Dr. Rosemburgo Romano. Foi trocado pelo antigo feriado de Finados, que por aqui, não é mais.

Comenta-se que foi impressionante, no final da tarde, o volume de automóveis voltando das bandas de Pouso Alegre para a terrinha. Um colocado ao outro por tempos.

Resumindo...shopping.

O acontecimento poderia ser considerado uma fuga de capital ou uma fuga da capital. Lógico que a última observação deveria ser considerada de manhã, quando da ida.

Viver é Perigoso   

QUASE MADURO


Li outro dia uma nota, ou algo assim, da Prefeitura da terrinha, dando conta de visitas recebidas de representantes do municípios de Pouso Alegre e São José dos Campos, em busca de informações sobre a implantação e concessão da exploração do Parque Municipal. 
Normal a troca de informações.

Li também outro dia uma declaração do Sr. Lula da Silva, admitindo que errou, e a Dilma também, em não controlar a mídia. Voltando em 2018, o PT se preocupará e providenciará medidas nesse sentido.

Em termos de rádio (AM e FM), dentro do espírito de copiar o que vem dando certo, o PT poderia indicar uma comissão oficial para visitar a Administração de Itajubá e se orientar como foi obtido o controle da mídia (emissoras de rádio) no município. Um exemplo de domínio total e absoluto.
Um silencioso sucesso.

A tal comissão ou grupo de trabalho a ser constituída pelo PT, poderia colher orientações sobre como constituir uma bancada aliada no legislativo, dócil e fidelíssima. Por aqui o setor está dominado.  

É a vida 

Viver é Perigoso

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO


Não se trata de novidade nenhuma para os jornalistas aqui da terrinha. O livro "A Arte de Escrever Bem - Um Guia Para Jornalistas e Profissionais de Texto ", escrito pelas Dad Squarizi e Arlete Salvador, é muito bom de ler.
Foi publicado inicialmente em 2007 e encontra-se na sua 7ª Edição.

Chegou em tempo de acudir o pessoal que anda digladiando, nos Facebook e blogs, Interessante conhecer as manhas das redações

Livro dedicado inicialmente a jornalistas e profissionais do texto, é o mais claro e bem-humorado que qualquer um que precisa escrever bem pode obter.

Preço acessível.

Viver é Perigoso

MENOS OS NO$$OS


Viver é Perigoso

terça-feira, 15 de agosto de 2017

CANTINHO DA SALA

Jackson Pollock
Viver é Perigoso

PAGAMOS O MIKO !


Pior de tudo é que não se trata só dele.

O juiz, Mirko Vicenzo Giannotte é titular da 6ª Vara de Sinop, município no Mato Grosso, recebeu de salário no mês de julho passado, a quantia de R$503.928,79.

O Portal da Transparência informa informa que o total recebido pelo juiz é a soma de R$ 300.283,27 em salário, R$ 137.522,61 em indenizações, R$ 40.342,96 em vantagens eventuais e R$ 25.779,25 em gratificações. 

A remuneração, autorizada pelo Conselho Nacional de Justiça, é fruto de um passivo registrado entre 2004 e 2009, período em que o juiz ocupou o posto em uma comarca de maior porte mas continuou recebendo o salário da posição inferior. 

Em entrevista, o juiz disse:

- “não estou nem aí. Eu estou dentro da lei e estava recebendo a menos. Eu cumpro a lei e quero que cumpram comigo”. 

O magistrado informou ainda a O Globo que aguarda receber outros passivos de cerca de R$750 mil, por acúmulo de varas.  

- " O valor será uma vez e meio o que recebi em julho. E quando isso acontecer, eu mesmo vou colocar no Facebook”

Estamos mesmos lascados !

Viver é Perigoso

NOVA META

Viver é Perigoso

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

HOJE É DIA DE ROCK



Viver é Perigoso

SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO ROUBADO !


Se a reforma política avançar como está prevista, cada um dos 144 milhões de eleitores terá de tirar do próprio bolso R$ 25 por ano para bancar as campanhas políticas no país, que custarão um total de R$ 3,6 bilhões em recursos públicos em 2018. Ficou acertado na comissão especial que discute a reforma política na Câmara dos Deputados que o povo é quem bancará as campanhas eleitorais milionárias dos políticos brasileiros, após proibição do financiamento empresarial, determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2015. 

O valor pago por eleitor pode parecer pequeno, mas se levarmos em conta a média de 3,3 integrantes por família brasileira, de acordo com o IBGE, o número passa dos R$ 82 de desconto no orçamento doméstico. 

O jornal O TEMPO fez um levantamento de como esses R$ 3,6 bilhões do Fundo Especial de Financiamento da Democracia (?) falta à população.

- O valor pagaria, por exemplo, a merenda escolar dos 36 milhões de alunos da rede pública de ensino no país – da creche ao ensino médio – por um ano.

- O custo da eleição de 2018 também garantiria o pagamento do piso nacional a mais de 120 mil professores por um ano. Ou a compra de 72 milhões de livros didáticos.

- Os recursos que seriam injetados pelo país no fundo só neste ano seriam suficientes para a construção de 1.029 escolas. Ou 103 hospitais públicos. 

- O governo poderia comprar 18 mil ambulâncias para reforçar o transporte de pacientes do SUS. 

- Essa verba faria muita diferença também na área da segurança, com a contratação de 84 mil policiais.  Ou a compra de 72 mil viaturas.

Em termos de infraestrutura, R$ 3,6 bilhões são o suficiente para pavimentar 2.118 km de estradas em todo o país.

Viver é Perigoso

QUANTOS CÍRCULOS NA IMAGEM ?


Viver é Perigoso

A TINTA DA MELANCOLIA

Pois é...instigante. "A Tinta da Melancolia" - Uma história cultural da tristeza. Escrito por Jean Starobinsk e editado pela Companhia da Letras.
Jean Starobinsk, nasceu em 1920, em Genebra, na Suíça. Doutorou-se em medicina (psiquiatria) e 
letras. Foi professor da Universidade Johns Hopkins e da Universidade de Genebra, onde lecionou literatura francesa e história da medicina, aposentando-se em 1985. Linguista, filósofo, crítico literário e de artes plásticas, é autor de uma vasta obra que inspira admiração reverente.

Escreveu o autor, que esse livro pretende demonstrar que uma mirada da melancolia em perspectiva pode dar espaço a um "alegre saber".

Comenta-se, que há a tristeza petrificante e de morte, da depressão clínica; há a nostalgia; há a tristeza reflexiva e sábia, ligada à genialidade e sensibilidade; e há a tristeza que se resolve em ironia.

Citação de um pensamento de Wilhelm Szolasi, posto na página 143 do livro:

 "A melancolia faz desaparecer o singular na generalidade, a ironia faz do singular um exemplo e assim o torna imperecível. Da mesma forma que a melancolia carrega a força do espírito como se fosse um peso, a ironia pega a impotência do espírito com coração leve. A unidade dos dois é a coragem de espírito; é a filosofia, e como tal ela se compromete para que a condição humana não encontre o fracasso".

Viver é Perigoso

BATATINHA QUANDO NASCE...



Lula, no jantar oferecido por Fábio Assunção, disse que "tem se apegado a textos de filosofia e poesia".

A nota é de Ancelmo Gois. (Deu no Antagonista)

Viver é Perigoso

O BURACO


Viver é Perigoso

E O BLOG, HEIN ?


Que sufoco ! Aqui nóis traveis !

Grato Pedro Riera pela Operação Resgate em 48 horas.

Viver (realmente) é muito Perigoso

domingo, 13 de agosto de 2017

ADIOS NONINO



Obra-prima do Astor Piazolla.
Confesso que às vezes fujo do "Adios Nonino" porque me dói. Sentimento prazeroso e doído.

Foi uma homenagem feita pelo Astor Piazolla ao seu pai, Senhor Vicente, que havia tomado o barco.

Declarou Piazolla certa vez: "Foi a mais bela melodia que escrevi e não sei se alguma vez farei melhor."

Disse o seu filho Daniel Piazolla sobre a música maravilhosamente tocante:

"Papá nos pidió que lo dejávamos solo durante unas horas. Nos metimos en la cocina. Primero hubo un silencio absoluto. Al rato, oímos que tocaba el bandoneon. Era una melodia muy triste, terriblemente triste. Estuba componiendo Adios Nonino. 

Viver é Perigoso

DIA DOS PAIS

Viver é Perigoso

sábado, 12 de agosto de 2017

MOÇA BONITA



Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

Daniel Richter
Viver é Perigoso

WE ARE PAMONHAS !


Com a revisão da meta de deficit deste ano e de 2018 praticamente definida, a equipe econômica prepara medidas para cortar gastos e aumentar receitas.

Pelo lado dos gastos, o governo congelará salários de servidores em 2018 para economizar R$ 9,8 bilhões.

Na sequência...

Além de aprovar o chamado distritão, que facilita a reeleição de parlamentares, a comissão especial da Câmara que discute a reforma política aprovou na última quarta-feira um fundo de campanha que corresponderá a aproximadamente R$ 3,6 bilhões.

Viver é Perigoso

TOMOU O BARCO


Max, ou melhor, Carlos Franklin Paixão de Araújo, esquerdista e ex-marido da ex-presidente Dilma Rousseff, tomou o barco hoje em Porto Alegre, onde vivia. Partiu aos 79 anos. 

Na década de 1950, ingressou na Juventude Comunista e integrou a delegação brasileira para o Festival da Juventude de Moscou em 1957. Anos mais tarde, integrou a organização guerrilheira VAR-Palmares, na qual em 1969 conheceu a futura mulher, Dilma Rousseff, com quem viveu até 2000. e depois seguiu como amigo.

Max, codinome pelo qual era conhecido nos tempos de luta armada, foi preso pela ditadura militar em julho de 1970, meses após a captura de Dilma. Ele deixou a cadeia em 1974.

Viver é Perigoso

NO AR, SAPUCAÍ FM


Tenho a música, figurativamente falando, quase como o ar que respiro. No carro, no Spotify, via celular, Pen-Drive histórico presenteado pelo Aldo, e pasmem, no toca-disco Technics acoplado a um Receiver Sansui.

Tenho ouvido a excelente programação e seleção musical da Sapucaí FM (www.sapucaifm.com.br).

Rádio Web conduzida   pelo camarada Reginaldo Monteiro.

Ouçam que é muito boa. Ah! sem o risco de ser surpreendido por "rasga-sedas" tão comuns, atualmente, nas emissoras de rádio convencionais da cidade.

Valeu, Caro Reginaldo.

Viver é Perigoso     

VIVER É PERIGOSO


Hélio Ribeiro, nome artístico de José Magnoli nascido em 1935 e falecido em 2000.

Outro dia conversando com meus filhos, um deles indagou sobre o que eu assistia na TV quando jovem. 
Eu disse: Não assistia TV. Eu ouvia diariamente, de segunda a sexta, no rádio em AM, Hélio Ribeiro. 
Creio. Eu e uma geração.

Viver é Perigoso

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

SÓ BLUES



Viver é Perigoso

MUTRETA

Viver é Perigoso

CONVERSANDO NO PARQUE

Os dois jornais da cidade, nesta semana, tratam do Parque Municipal de Itajubá". Ainda não o conheço, mas considero importante as considerações feitas pelo Editorial do "O Sul de Minas":

 - O parque realmente é muito bonito, um lugar agradável para se passear e se exercitar, além de um ótimo local para eventos. É inegável que o parque é um benefício para a cidade.

Tudo bem. Impressiona, tranquiliza, até lermos as preocupantes observações:

- Mas como tem sido praxe no atual governo, o projeto foi envolvido em polêmicas. 

O Jornalista Marco Gonçalves apresenta uma rica e fundamentada reportagem sobre o assunto.

Trata-se de uma concessão à empresa Incan Ltda, já prestadora de serviços para a PMI. O contrato, assinado em 2016, responsabiliza a empresa pelo pagamento de R$ 300 mil, em parcelas mensais de R$ 1 mil. O contrato tem duração de 25 anos, indo até 2041, prorrogável por mais 25 anos, alcançando o ano de 2066. 

Um adendo: Realmente existe  a possibilidade de algum de nós, com muita sorte, alcançar o vencimento do prazo inicial. Com a prorrogação prevista no contrato, ficará um pouco mais difícil.  

A área de concessão é de 120.187 m2. Incluindo a construção do lago, o poder público seria responsável tão somente pela iluminação pública e o saneamento básico. A empresa seria responsável por tudo mais, inclusive, banheiros devidamente distribuídos pelo parque para uso simultâneo de 100 pessoas. Ah ! e 500 vagas de estacionamento 

Chamou a atenção dos atentos jornalistas a publicação de um edital da PMI para compra de banheiros para o Parque. Resta um justificativa: Ou os banheiros serão instalados fora dos 120.187 m2  do contrato ou o tal "saneamento básico" seria mais amplo, incluindo a captação de matéria prima.

Tudo fácil de esclarecer.

Importante registrar:

O Parque Municipal terá entrada franca aos acessos (praça de convivência, bar/restaurante, parquinho infantil, academia ao ar livre, loja do centro comercial ou itinerantes, pista de caminhada, pista de skate, banheiros e outros de uso comum, exceto em dias e horários em que houver eventos, tais como shows ou outros eventos em que possa impossibilitar a abertura dos portões para entrada franca.

Um trecho do contrato vai levar o empresariado local a colocar as barbas de molho : ... loja do centro comercial ou itinerantes. Êpa ! itinerantes ? Feiras do tricot, das rendas, do Braz e outras ? 

Vamos lá moçada ! Convoquem a imprensa e os vereadores independentes, coloquem-se à disposição para receber perguntas, respondam e vamos adiante.

Viver é Perigoso

O SUL DE MINAS

Também muito legal o jornal "O Sul de Minas" desta semana. Tradicionalmente, hoje nas bancas. Comprei e li.

Outro dia estive na Redação do jornal, ali na Rua Dr. João de Azevedo. Conheci e conversei com os jovens jornalistas Gustavo Cortez e Marco Antonio Gonçalves. Moçada preparada e atenta. 

O edição desta semana está no capricho, tanto na apresentação quanto no conteúdo das matérias. Interessante e em bom tempo a providência do jornal em se regionalizar. 

Esclarecedora e preocupante a reportagem sobre o Parque Municipal de Itajubá. Afinal, trata-se contratualmente de uma concessão municipal para exploração do lugar. Acentua-se porém, a existência de uma espécie de parceira. Dará muito pano para manga.

Também tomamos conhecimento da surpreendente a disposição do Secretário Municipal de Agricultura, José Henrique Jacarini, de tomar como ofensiva um posicionamento correto e firme da Vereadora Mônica. O Secretário entrou na justiça com pedido de indenização de R$17.000,00 por danos morais. Lendo sobre o assunto, creio que seria mais entendível se acontecesse o inverso.Todos estão atentos as posições independentes assumidas pela Vereadora Mônica na Câmara Municipal. Isso incomoda as autoridades do Executivo. Não estão acostumados.

Ainda sobre o jornal, ficou bonita a coluna Destaque da Samira Kallas e imperdível a Celinha Rennó perguntando sem ofender.

Ainda falta na cidade uma emissora de rádio que abra espaço para opiniões divergentes. Mas convenhamos: aí já é querer demais.

Viver é Perigoso 


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

MOÇA BONITA


Viver é Perigoso

VENDAS DE IMÓVEIS PÚBLICOS

Ainda sobre o jornal Itajubá Notícias:

Insistentemente, a Prefeitura tenta provocar um "bota-fora" em diversos bens públicos. Conseguiram sucesso em se desfazer de uma das jóias da coroa. O terreno em frente ao Fórum Municipal. Um anexo, ainda disponível, deve ir embora no round marcado para o dia 6 de setembro próximo.

Imagina-se que os recursos obtidos e a se obterem, destinam a cobertura de dificuldades de caixa. Melhor seria que o conserto fosse feito com redução dos custos administrativos. Mas seria esperar demais.

Imóveis sem uso previsto para o momento e para o futuro poderiam ser usados para trocas, como por exemplo aconteceu, com a cessão do prédio e área da Cabelte, pela construção do Teatro Municipal.

Mas vamos lá: Sugerimos que seja concedida uma Moção de Congratulação ao Senhor Corretor de Imóveis responsável pelo encaminhamento dos negócios (se houver). Não encontrando compradores interessados tem prestado excelente serviço à Comunidade.

Viver é Perigoso   

TRANSPARÊNCIA ITAJUBÁ

Ainda do Jornal Itajubá Notícias:

Aparentemente, numa inversão de obrigações, o Sr. Vereador Pereira do Proerd, fez um requerimento solicitando do Presidente na ONG Transparência Itajubá, o Engenheiro Wander Machado, dados detalhados sobre a entidade. Tipo, relação dos membros da diretoria, com profissões (?), etc.
Verdade.
Dá-se a entender que a TI está pedindo algum subsídio municipal, um terreno de alguns milhares de metros no Parque Municipal para construção de sua sede.
O lado bom, é que o Vereador Pereira propôs em seu requerimento, que o Engenheiro Wander, ocupe a Tribuna da Câmara para falar sobre a situação da referida entidade.

Estamos diante de uma boa oportunidade para a TI ir até a Câmara, entregar, por escrito, toda as informações solicitadas e verbalmente expressar, com detalhes, sobre todas as ações da entidade junto ao Ministério Público.

Estariam começando a se entender e nós a ganhar.

Viver é Perigoso   

NÃO APRENDERAM NADA E ESQUECERAM O QUE SABIAM

Imperdível o jornal Itajubá Notícias desta semana. Uma das razões é a "senhora e educada enquadrada" dada pelo semanário no Sr. Secretário Municipal de Comunicação Rodrigo Melo.
Explico: Dentro de uma das funções básicas do jornalismo, em seu número anterior, noticiou a avançada construção da pista de kart no Parque Municipal. 
Sobre a exploração do Parque por uma empresa terceirizada, algumas poucas informações já foram vazadas, inclusive sobre a constituição de um tipo de PPP - Parceria Público Privada.
Coincidentemente ou não, no mesmo intervalo de tempo, a PMI publica um Edital buscando fornecedores/construtores de banheiros para o Parque.
As parcas informações disponibilizadas anteriormente não deixa claro sobre os responsáveis pelo investimento. A Prefeitura ou a empresa exploradora ?
Cuidadosamente, como manda os manuais de redação, o Itajubá Notícias consultou, via e-mail, a Secretária de Comunicações sobre o assunto (cópia publica na edição desta semana).
Para quê ?
Dentro do autoritarismo latente que permeia a Administração, o Sr. Secretário interpelou, por escrito, o jornal.
A redação respondeu como tinha de responder, sem deixar nenhuma dúvida.
A atual gestão municipal, e temos comentado muito sobre isso, toma como insulto grave, como ato de desconfiança, como manifestação de inveja, de pessimismo e de interesses políticos outros, quaisquer questionamentos por mais normais que sejam.
Aparentemente, prosseguem sem distinguir o público e o privado e a obrigação, pelo seu próprio bem, do exercer da transparência total e irrestrita, exigida pelos novos tempos.
Respostas sobre os questionamentos óbvios e obrigatórios que têm sido feitos pelo SVI - Senhores Vereadores Independentes e não levados em consideração e pronto.
Questionamentos feitos pela imprensa têm que ser respondidos, de imediato ou dentro de um prazo mínimo razoável. O jornal pode e deve adiantar o assunto junto aos seus eleitores. Isso pode ser tomado com um acelerador de esclarecimentos. 

Sim, temos esperanças.

Viver é Perigoso        

E A COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA, HEIN ?


Caso tudo corra bem, no ano que vem tem mais.

Viver é Perigoso

OS TRÊS PODERES

Viver é Perigoso

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

SENHORES ANÔNIMOS


O Blog "Viver é Perigoso" vem batendo recordes de acesso. Não foi o objetivo deste o princípio, mas tornou-se interessante.
O Conselho Editorial do Blog, depois de muitas discussões e debates internos, considerando as características peculiares da terrinha, houve por bem, ou seria por mal, liberar, temporariamente, à guiza de experiência, os comentários anônimos, desde que identificado pelo pseudônimo do autor, que esperamos seja mantido com fidelidade.
Dará muito trabalho ao Zelador, sem dúvida. Mas na certa dará mais trabalho para os vigilantes de plantão.
Veremos...

Viver é Perigoso 

CARTAS NÃO ENVIADAS


Itajubá, agosto de 2017

Caro Amigo Dr. Aldo,

Muitas besteiras são ditas por gente que ouviu falar da Ditadura no Brasil. Muitos que viveram naqueles tempos, por interesses políticos, falam sobre aquele período de exceção, propositadamente com visões distorcidas.

Muitos viveram aquele tempo. A famosa revolução ou golpe, como queiram, acontecida em 1964, foi inevitável. O País foi tomado pela bagunça e outra alternativa não restava. Tirando os comunistas, ninguém lamentou.

Todos, de sã consciência, lamentaram a incrível demora para acontecer a redemocratização. Os militares gostaram e se apegaram ao poder.

Ouvimos pelo rádio, em 14 de dezembro de 1968, sentados em uma prancheta, preparando para o vestibular que aconteceria 3 semanas adiante, sobre o Ato Institucional nº 5. A partir daí que a revolução foi realmente sentida.

Suspensão de praticamente todos os direitos. Intervenções diretas, cassações de mandatos, ilegalidade de reuniões não autorizadas pela polícia, censura prévia de músicas, cinema, teatro e televisão. 

Escureceu.

Vivemos na Faculdade os mais cruentos anos do período militar. Mas vivemos. E não alheios e tão pouco calados.

A restrição as manifestações políticas despertou uma criatividade cultural, possivelmente, jamais vista no País. Despertaram a cultura de modo geral.

O dia a dia do Brasil seguiu adiante, com empregos, acesso a saúde, segurança impressionante, comedimento no tratamento das coisas públicas, investimentos.

Violência de ambos os lados aconteceu. Excessos ocorreram.

Não conheci um ativista de "esquerda", e olha que conheci pessoalmente muitos, que buscassem a simples substituição de uma ditadura por outra. Duas correntes digladiavam entre si e em confronto com os militares. Um grupo de Moscou, com passagem por Cuba, tentando a revolta urbana e um Grupo de Pequim buscando o poder pela guerrilha rural.

Papo furado, aliás, furadíssimo, de dizer que lutavam pela liberdade, pela democracia.

Felizmente, a grande maioria, almejava o retorno de todos os direitos usurpados. Reivindicações feitas, em princípio de forma sutil e avançado gradativamente. Conseguiu-se.

Mesmo inquietos, sabíamos que se tratava de tempos de transição. O caminho da redemocratização estava traçado. 

Mesmo ainda considerando a liberdade tão importante como o ar que respiramos, sinceramente, o Brasil viveu melhores tempos que os de hoje, quando nos levaram a não acreditar mais, praticamente, em nenhum político eleito e em outras autoridades constituídas.

Não creio em implantações de regimes duros. Não suportaria. Mas acredito em milagres. Só temos que nos comportar e agir, para fazer para os mereçamos.

Abraço,

Viver é Perigoso

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

BEIJA MÃO - CUIDE-SE JANOT !


A sub-procuradora Raquel Dodge, que vai suceder Rodrigo Janot no comando da Procuradoria-Geral da República, se reúne hoje, quarta-feira, com o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. 
Na noite de terça-feira, ela se encontrou com o presidente Michel Temer em reunião fora de agenda, no Jaburu.

Viver é Perigoso