sexta-feira, 28 de julho de 2017

MOÇA BONITA


Moça linda que tomou o barco há exatos 60 anos. Em 1957, na Boa Vista, é claro, aos 36 anos de doçura e lindeza partiu Dina Riera.
Izaldina Ribeiro Riera, nascida no Bairro de São João, filha do Sr. Pio Gomes Ribeiro e da Dona Virgínia.
Na flor da idade, quando partem os realmente bons, os excepcionais, partiu deixando o marido José Riera e sete filhos pequeninos. Edna, então às vésperas de completar 11 anos era a mais velha, seguida do Edson, Elizabete, Eliane, Virgínia, José e Térça.
Um baque. Um assombro na época.
Como sobreviveriam todos ao lado do Pai, também jovem, com os mesmos 36 anos.
Está escrito: "O Senhor nos deu e o Senhor nos tirou. Louvado seja o nome do Senhor". Os sete irmãos continuam firmes e fortes no caminho que lhes foi ensinado. Tempos após, a família recebeu mais quatro presentes: Marilena, Paulo, Luis Carlos e Regina.
Dona Dina, presbiteriana e cristã fiel, conheceu o Sr. José Riera, quando trabalhava como telefonista na Companhia Telefônica de Minas Gerais. Tinha como companheira de trabalho a Dona Liquita Arruda, vizinha da Boa Vista e mãe de amigos estimados.
Tiveram o casamento adiado uma semana antes do acontecimento. José foi convocado para as Forças Armadas por ocasião da 2ª Guerra Mundial e artilheiro, foi servir na Guarda Costeira em Porto Seguro, na Bahia.
Sempre esteve viva e presente nas nossas vidas.

Viver é Perigoso 

Nenhum comentário: