quarta-feira, 12 de julho de 2017

ARCAICO CORPORTAMENTO


Tudo bem que se tratam de mudanças forçadas por providências tomadas em tribunais, mas o Brasil está mudando. Na política, mais ainda.
Em Itajubá o pessoal, aparentemente, está demorando para perceber.
Na terrinha, deixar de aplaudir o Executivo, discordar ou mesmo ter opinião diferente, já é suficiente para ser considerado opositor, negativista, invejo, ultrapassado, desinformado, e por aí adiante.
Não é o caso do Vereador Marcelo Krauss.
Muito antes do início da campanha política que o elegeu e mesmo ainda sem estar filiado a um Partido político, ele teve a humildade de procurar pessoas conhecidas e informá-las de sua intenção de participar, de maneira diferenciada, da vida política da cidade.
Aconteceu em boa hora.
Não vejo como o preparado e culto Marcelo Krauss ser rotulado, simplesmente, de opositor ao Senhor Prefeito Municipal. Muito pelo contrário.
De forma educada e tranquila, Krauss vem representando dignamente os cidadãos itajubenses na Câmara Municipal. 
Muito além de discutir e apresentar sugestões e alternativas sobre os problemas locais, em seis meses de mandato, cumprindo o principal compromisso e obrigação de um vereador, encaminhou para a Administração Municipal, 45 pedidos de informações. 27 delas não foram respondidas ultrapassando (exceto 3 delas) o prazo de 20 dias + 10 dias, estipulado pela Lei Orgânica do Município.
Lamentavelmente, sem outra alternativa, foi levado a buscar ajuda junto ao Ministério Público.
Atitude correta e esperada, preenchendo na íntegra as suas obrigações.
O Senhor Prefeito e seus assessores ainda não entenderam, nas condições dos novos tempos, que o Vereador Marcelo Krauss está prestando inestimável ajuda. Possibilidade de esclarecer e demonstrar a obrigatória transparência de todos os seus atos.
Que o Executivo pare com a arcaica rotulação de inimigos opositores. Todos querem uma Itajubá melhor, mais harmônica e caminhando mais junta.
Pela internet, pela imprensa (não digo pelo rádio, localmente, veículo inacessível para questionamentos), em reuniões da Câmara, jamais ouve qualquer posicionamento do Vereador Krauss, e de outros Vereadores com atuação independente, que não fossem ponderados e firmes.
Juízo Moçada !

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: