quinta-feira, 1 de junho de 2017

GENTE NOSSA


O cidadão honorário itajubense, Gustavo Perrela está sob observação. 

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) – órgão ligado ao Ministério da Fazenda responsável por rastrear transações suspeitas – comunicou à Procuradoria Geral da República que o filho de Zezé Perrella, Gustavo Perrella, sacou R$ 103 mil no dia 13 de abril da conta da empresa Tapera Participações.

O levantamento do dinheiro ocorreu um dia depois da entrega de mala de R$ 500 mil da JBS ao primo de Aécio Neves, Frederico Pacheco, o Fred, que repassou o montante ao assessor de Zezé Perrella, Mendherson Souza. Naquele período, o órgão flagrou Mendherson provisionando a retirada de R$ 103 mil, em espécie, da conta da Tapera, junto à agência bancária, que foi sacada posteriormente pelo filho de Perrella. 

Saques volumosos usualmente necessitam de uma solicitação prévia – classificada como ‘provisionamento’ -, já que as instituições financeiras não disponibilizam, no dia-a-dia, valores altos em dinheiro vivo a serem retirados.

Viver é Perigoso


Nenhum comentário: