terça-feira, 30 de maio de 2017

FICÇÃO CIENTÍFICA OU FILME DE TERROR


De novo ? Com tantas dificuldades pela frente o que levaria a Prefeitura a se desgastar, ainda mais, na doação de de uma área nobre para uma empresa privada construir sala de cinema ?

Em pauta na Câmara Municipal de Itajubá o Projeto de Lei 4176, através do qual, o Executivo Municipal busca autorização para doar uma área de 6.000 metros (?), situada ao lado do Teatro Municipal, para a empresa Cine Colombo Ltda, de São José do Rio Pardo, construir um prédio comercial para desenvolver as atividades de exibições cinematográficas, praça de alimentação e amplo estacionamento. 

Como todas as ações de políticos neste País vêm acompanhadas de desconfianças, a questão vem merecendo caloroso debate nas redes sociais. Que o Projeto já está aprovado, nenhuma dúvida existe, uma vez que o Prefeito tem forte domínio numérico na Câmara Municipal. A sua base aliada tem se mostrado fiel.

A empresa a ser aquinhoada com área, para um razoável entendedor, não levaria só o terreno. Leva anexo um Parque Municipal, um teatro, um lago e certamente um dos melhores colégios da região (e seus alunos) e os funcionários públicos que trabalham em frente. 
Como dizem na Boa Vista, assim, até a minha avó.

O Cine Colombo Ltda - CNPJ 10.894.937/0001-01, localizado na Rua Marechal Floriano, 110, em São José do Rio Pardo, foi reaberto pela empresa Rede Cine A, em 2009. Teria um Capital Social de R$ 50.000,00, comprometendo investir R$ 8 milhões no négocio. Na certa, já contabilizando os R$ 2 milhões o valor da área.

A Rede Cine A, que teria na direção o Sr. Silvio Gutierrez Brittis, natural de Mauá - SP e residente em Alfenas - MG, é uma empresa exibidora de filmes, contando com 15 unidades, que incluem, além do Sul de Minas, Leste Paulista, Outras localidades mineiras, Rio de Janeiro e Pará.

Começou com o Cine Art Café, em 2004, na cidade de Machado e se transformou em Rede Cine A e presume-se, seja a responsável pela empresa que planeja investir em Itajubá. ou seja, Cine Colombo Ltda.

O site da Rede Cine A mostra um pouco mais de interesse em simples salas de exibição de filmes. Imagina-se um projeto mais amplo (daí a enorme área em questão), com salas para a realização de palestras e convenções, salões para recepção de convidados, locais para celebrações e comemorações de empresas. Disponibilização de salas para sessões exclusivas para escolas, exibindo filmes em cartaz ou outros. Cini-mídia, com propaganda direta de empresas, Celebrações de aniversários, com a exibição ou não de filmes.

Concluindo, para simples cinemas o local é fora de mão. Pelo adiantado acima seria um centro de eventos, quem sabe até, com algumas lojinhas. 

A Câmara Municipal tem a obrigação de exigir todas as informações necessárias. A pressa e corriqueira tentativa dos Senhores Administradores Municipais de  forçar a barra, acaba gerando ainda mais desconfiança. 

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: