terça-feira, 7 de março de 2017

THE ANSWER, MY FRIEND, IS BLOWIN IN THE WIND



Lá pelo início dos anos 70, tivemos a honra de ter o Dr. Pedro Mendes dos Santos como Professor da matéria "Resistência dos Materiais", na nossa Escola, é claro.
Quando de uma prova, o educado mestre foi muito questionado pelo "curto" tempo dado para a resolução das questões.

O Professor e então também Diretor da Efei, pausadamente, dentro do seu estilo, respondeu, que para quem estava preparado o tempo de 2 horas era suficiente.
E era mesmo.

Hoje, os Senhores Vereadores desvinculados da base oficial de apoio do Prefeito Municipal, dentro de suas funções, indagam o Executivo sobre acontecimentos, não transparentes, acontecidos na Administração anterior, que continuam dando motivo para questionamentos de parte da imprensa local, das redes sociais e também de autoridades policiais.

O prazo regimental para que sejam respondidos e esclarecidos, como é do conhecimento geral, é de 20 + 10 dias.
Tempo mais do que suficiente para quem determinou, acompanhou e autorizou os acontecimentos questionados.

A Administração, contando com o apoio maciço dos seus fiéis aliados na Câmara Municipal, solicitou (ou impôs) o prazo de 180 dias (seis meses) para se dignar a conceder qualquer informação.

Conclusão óbvia: Ao admitir que não consegue prestar esclarecimentos dentro do prazo regimental, melhor seria que todos nós questionadores, tendo na Comissão de Frente os atuantes Vereadores, Chico, Krauss, Santi e Jorjão, assoviemos a canção do Nobel Dylan, "The answer, may friend, is blowin´in the wind".

Viver é Perigoso   

Nenhum comentário: