domingo, 5 de março de 2017

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE


Mata Hari, Anna Karenina e Ninotchka. Todas elas foram Greta Garbo (Södermalm, Suécia; morreu com 84 anos em 1990) e todas elas decidiram que estavam fartas de mostrar seu rosto nas telas quando tinha 36 anos e uma promissora carreira no cinema. Desapareceu por seu caráter enigmático e um tanto intratável –renunciou a ir buscar seu Oscar honorário para evitar “a tortura da publicidade”–, assim como os rumores constantes sobre sua homossexualidade, contribuíram para criar um mito em torno da atriz. Permaneceu reclusa e sem contato com a mídia até sua morte em 1990. (El País)

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: