quinta-feira, 30 de março de 2017

NADA MAIS GRAVE


O juiz Sergio Moro condenou o ex-deputado Eduardo Cunha pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas. Somadas, as penas chegam a 15 anos e quatro meses de prisão.

Essa é a primeira condenação de Cunha na Lava Jato. Ele também é réu em outras duas ações, por suposto recebimento de propina em contratos de aquisição de navios-sonda pela Petrobras junto a um estaleiro sul-coreano. Cunha ainda é investigado em ao menos outros cinco inquéritos.

Para o juiz Moro, a culpabilidade de Cunha é "elevada" pelo cargo que ele exercia. A responsabilidade de um parlamentar federal é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Não pode haver ofensa mais grave do que a daquele que trai o mandato parlamentar e a sagrada confiança que o povo nele deposita para obter ganho próprio"

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: