terça-feira, 21 de março de 2017

É A VIDA...

Comemora-se este ano os 500 anos da Reforma Protestante. No dia 31/10/1517, Marinho Lutero publicou as suas 95 teses na porta da Igreja do Castelo de Wintenberg.
A Igreja Presbiteriana do Brasil foi fundada em 1862 pelo missionário americano Ashbel Green Simonton. O primeiro ministro protestante brasileiro foi o ex-padre, José Manoel da Conceição.
Em Itajubá, somente em julho de 1873 ouviu-se uma conferência sobre os ensinamentos da Reforma Luterana, através do Reverendo Modesto de Carvalho.
No mesmo ano, o Pastor protestante, Miguel Torres, realizou conferências no Hotel Diniz e no Teatro Santa Cecília. Nos anos de 1882, 84, 85 e 1887, esteve na cidade o gramático e homem de Deus, Eduardo Carlos Pereira, pregando o evangelho no Hotel Mendonça.
Não foi fácil. Quando aqui esteve em 1884, acompanhado do Pastor Chamberlain, foi contestado em uma conferência realizada na Câmara Municipal, pelo próprio Juiz, Dr. Pedro Moraes. Em maio de 1902, uma conferência com o Pastor S. Melo foi interrompida, aconteceram atritos e se chegou a luta corporal.
Os presbiterianos foram os primeiros protestantes a se estabelecer em Itajubá, mais precisamente, na divisa de Itajubá com Maria da Fé, no Bairro de São João, onde viveram meus Avós maternos, Pio Gomes Ribeiro e Maria Virgínia Ribeiro e nasceu minha mãe, Izaldina Ribeiro Riera. Todos presbiterianos.
Em 13/01/1929, instalou-se em Itajubá o primeiro pastor residente. Rev. Antonio Nunes de Carvalho.
Em 30/03/1934, foi organizada a Igreja Presbiteriana de Itajubá, por uma comissão composta pelos Reverendos Mário Lício, Antonio Carvalho, Jacob Silva e Valdivino Santos.
Sucedeu ao Reverendo Carvalho, o Rev. Paulo Freire de Araújo, seguido do Rev. Abdias Nobre, substituído pelo Reverendo Mário Lício, com quem tive a honra de muito conversar. Sua  esposa, a extraordinária Dona Blanche Lício teve muita paciência e amor para com a nossa família,
O Reverendo Mário Lício foi quem oficializou o meu casamento com Sônia, no distante 1973.
Somos presbiterianos, ou melhor, protestantes, ou melhor, crentes.
Somos todos irmãos em Cristo.

(dados Armelim Guimarães)

Viver é Perigoso 

Nenhum comentário: