segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

VENTOS DE GUERRA


O Jornal O Sul de Minas, desta semana, que leio neste momento, dá em manchete:

"Justiça já instaurou três inquéritos da "Operação Soledade"

A "Operação Soledade", como a cidade sabe, investiga supostas irregularidades acontecidas na Administração Municipal. O três inquéritos abertos, tratam do terreno onde está sendo construído o aeroporto, a ausência de licitação na contratação da empresa para explorar o Estacionamento Rotativo e ocorrência de lavagem de dinheiro. 
As investigações, por ordem do Tribunal da Justiça de Minas Gerais, segue em segredo de justiça. 
Segundo o jornal e o  delegado responsável, Rodrigo Bossi, segue...
No novo Brasil que acreditamos estar nascendo, quando as explicações públicas não forem dadas para a população deverão ser dadas para a justiça. 
Não se trata de capricho e perseguição com Itajubá.
Muito trabalho para os advogados contratados.
À guisa de curiosidade, o escritório de advogados contratado pelo PMDB local, conforme público, trata-se Moura Lima e Siqueira Associados.
O Moura Lima, creio eu, trata-se do Sr. Mateus de Moura Lima, recentemente exonerado do importante cargo de Vice-Presidente da Cemig, indicado que foi pelo PMDB mineiro, através do Vice-Governador Antonio Andrade.
O PMDB mineiro, aliado de primeira hora do Governo Pimentel, rachou-se no apoio. A maioria permaneceu no Governo e ocupando importantes cargos. A minoria, liderada pelo Sr. Antonio Andrade, que conta com o PMDB itajubense, anseia pelo afastamento do Fernando Pimentel e o consequente ajuste de contas, que convenhamos, devem ser muitas entre eles. 
Sinceramente ? 
A deflagração da Operação Soledade às vésperas das últimas eleições, pode ter dado uma ideia de ação político/policial, tão somente pela oportunidade. Motivou a abrupta e destrambelhada ação do PMDB local acusando meio-mundo, inclusive o Governador do Estado.
Pela, não entendível, ausência de transparência da Administração Pública local, autoritarismo evidente e incapacidade para perceber a mudança dos tempos, uma investigação oficial era questão de tempo.
Simples. É só apresentar informações plausíveis e deixar de utilizar a jurássica estratégia de tentar rotular aqueles que abordam o assunto, meia-dúzia de pessimistas, negativistas, invejosos e o diabo a quatro.
Resolvam e tudo seguirá adiante.

Viver é Perigoso 

Nenhum comentário: