sábado, 11 de fevereiro de 2017

IMPRENSA INVESTIGATIVA


Os jornalistas brasileiros Leandro Stoliar e Gilzon Souza, da TV Record, foram detidos hoje pelo Serviço de Inteligência venezuelano no Estado de Zulia, no norte do país, informou a ONG Transparência Venezuela.
Eles investigavam as denúncias de suborno por parte da construtora Odebrecht na Venezuela.

A organização relatou que os repórteres coletavam informações sobre uma ponte construída pela empreiteira brasileira no lago de Maracaibo, em Zulia. 
Procurada, a TV Record afirmou que acionou o Itamaraty e a embaixada brasileira em Caracas para esclarecimentos. O Itamaraty confirmou que foi acionado pela emissora e disse que desde o início da tarde deste sábado está em contato com as autoridades venezuelanas para obter a liberação dos jornalistas.
O Sindicato Nacional de Trabalhadores da Imprensa da Venezuela lamentou a detenção dos jornalistas brasileiros e exigiu sua soltura.

Segundo declaração do ex-presidente da companhia Marcelo Odebrecht, atualmente preso, a Odebrecht pagou subornos na Venezuela que chegaram a US$ 98 milhões, ficando atrás apenas do Brasil.

Blog: Por aqui ainda não estão prendendo o pessoal da imprensa. Só ameaçando.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: