segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

CARTA QUE NÃO ENVIEI

Itajubá, 20 de fevereiro de 2017

Caros Amigos Célia e Ulysses,

Apenas tomo a liberdade de repetir-lhes as colocações feitas pelo médico, Dr. Humberto Costa, líder do PT no Senado até há poucos dias. Penso que não se tratou de um gesto de capitulação, mas de um reconhecimento.
Disse o Senador Humberto Costa na Veja:

"Saímos da condição de governo para virar oposição repentinamente. Uma coisa é quando se perde  a eleição e se tem tempo para uma autocrítica. Nós saímos com o carro andando. Temos que nos adaptar. Não adianta mais ficar no discurso de denúncia de golpe.
O PT foi fragorosamente derrotado. O resultado das eleições municipais obriga a gente a virar essa página.
Houve corrupção ? Houve.
Houve pessoas que podem ter se beneficiado pessoalmente ? Claro.
No nosso caso, as coisas que até agora têm sido identificadas foram feitas dentro de uma linha de fortalecer a política do partido. Foram feitas com o propósito de manter o poder e fortalecer o PT. Nesse processo perdemos as referências. Por isso, o mais importante é o que o PT vai propor daqui para frente, os valores que pretende adotar.
A autocrítica é necessária, essencial, mas não é suficiente. Serão necessárias algumas ações mais amplas. O partido precisa recuperar a credibilidade diante da população. Fomos eleitos com um discurso e adotamos uma política econômica distante desse discurso, sem explicar isso a população.
Não elimino a possibilidade do PT pedir perdão."

Itajubá precisa de vocês dois e de outros companheiros. Resolvam logo essa situação, desvencilhando, de algum modo, com a atuação desastrosa  que vem matando sonhos, gerando descrédito, levando a desânimos jamais vistos. Esqueçam, ou melhor, deixem de lado o que aí está, pois com raríssimas exceções,  não representam os interesses do povo. Não têm credibilidade alguma. Tomem posição para as novas batalhas. Não existe espaço para aguardar definição do quadro.
Repito o Vandré, tão cantado por nós em épocas complicadas: "Quem sabe faz a hora e não espera acontecer".
Precisamos !   

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: