sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

A VOLTA DOS QUE NÃO FORAM


Dois assuntos diferentes:

Outro dia encontrei na Praça do Banco do Brasil, onde está instalado, há séculos, o pior piso do mundo, um importante secretário municipal. Amigo de tantos outros carnavais.
Como acontece com todos os outros assessores, quando os encontramos nas ruas e praças, por razões conhecidas, os cumprimentos são rápidos e os seus olhares giram em 360º procurando por possíveis testemunhas dos comprometedores cordiais e ligeiros cumprimentos.
Até entendo.
Outro dia, no saguão do Banco do Brasil, um deles falou-me baixinho:
- Camarada, não é por nada não, mas por gentileza, não faça nenhuma menção positiva ao meu nome e meu desempenho no "viver é perigoso". Passarei a constar da lista dos não confiáveis.
Já o Peter Rennó, que nunca escondeu o nosso respeitoso e bom relacionamento, ainda bem, volta hoje a ocupar o cargo de Secretário das Finanças. Um amigo de priscas eras. 
Interessante é que dentro dos padrões mágicos da atual Administração voltou sem nunca ter saído.
Explico: Publicada com data de ontem, a Portaria 173/2017 com sua nomeação. Mas, ao que tudo indica, não existe nenhuma portaria indicando o seu anterior afastamento. 
Seu nome, simplesmente, havia desaparecido do organograma da Secretaria.
Queres entender bem o que está acontecendo ? Não leia o site oficial.

Viver é Perigoso  

Nenhum comentário: