sábado, 10 de dezembro de 2016

OFICIALMENTE ESCLARECIDO


Fonte do governo explica que a citação, por 44 vezes, da palavra "temer" na delação da Odebrecht, provavelmente se deve ao verbo "temer", ou seja, recear, expressar medo,temor, preocupar-se, obediência ou reverência. 

Clarin da Boa Vista

DIÁLOGO IMPOSSÍVEL


- Pai, se ficar proibida a corrupção nos governos onde será que esse pessoal vai atacar ? Será que vão operar nas esquinas, nas ruas poucos iluminadas e atacarão postos de gasolina e farmácia 24 horas ? Afinal o desvio de coisas faz parte da vida deles.

- Creio que não. Talvez explodirão caixas eletrônicos, perseguirão carros fortes e empresas de transporte de material eletrônico. 

- Mas os seus companheiros que estiverem cumprindo pena em presídios, não poderão montar um PCC ou algo assim para comandar o crime de dentro das cadeias ?

- Não é difícil de acontecer. Trata-se de gente bem preparada, leitores e com tempo para maquinar as coisas e mais, conhecem aqueles que estão soltos. Terrível será eles continuarem fazendo campanha e influenciando eleições, mesmo lá de dentro.

- Mas continuarão operando de gravata e colarinho branco ?

- Claro que não. Estarão todos organizados e usando uniformes, largos, leves e soltos.

- Mas quem iria comandar tudo isso ?

- Claro que existirá uma hierarquia. Já temos governador, senadores, deputados, vereadores às pencas, prefeitos e não sei não, mas qualquer hora dessas, até presidente. Empresários, lobistas e doleiros, não conta, são peixes pequenos.

- Será que a equipe, um dia poderá ser enriquecida por alguém do judiciário ou militar ?

- Que isso menino ! Quer complicar a vida do seu pai ?

Viver é Perigoso
   

BONS TEMPOS



Bons tempos, na Boa Vista, é claro, onde os apelidos eram criados, respeitados e atendidos. Queriam dizer simplesmente, amizade e camaradagem.
Não eram aplicados, como hoje os são, pelos nomes complicados dados aos personagens: Lawrence Chistian, Wolfpeter, Ann Lynn e por aí afora.
Ou era Antonio, ou Geraldo, ou Francisco, José, Ivete, Angela, Aparecida. Apelidos simples e diziam muito: Véio, Esquimó, Tipica, Bigodinho, Fernet, Princesa, Feola, Jiboinha, Lobisomem, Javali, Socó, Sardinha, seguindo adiante.
Na imprensa deste final de semana a aplicação de apelidos para recebedores de propinas, arrecadadores de recursos desviados de hospitais e escolas.
Causa revolta ler sobre Caranguejo, Caju, Índio, Bitelo, Boca Mole, Corredor, Gremista, Piqui, Feia, Angorá, Decrépito, entre outros.
Perderam o respeito com o País. Aliás, pensando mal, nunca tiveram.

Viver é Perigoso

    

O REI DO ROLO


Viver é Perigoso

MOÇA BONITA


Não sou um vitória ou uma derrota,
mas me conquisto sempre cada dia,
procurando essa forma mais remota
de que em mim nos instantes se perdia.
Nem um profundo mar, nem superfície,
nem vento ou pedra: leve, na existência,
balanço entre as montanhas e a planície
com asas no sentir, preso à consciência.
Tudo o que é meu anseia uma amplidão
de um céu inacabado a nostalgia.
É o peso desta terra em minha mão.
E enquanto espero o mundo na Poesia
enfim suprir, eu luto a mais persigo
esta ideia de mim, que não consigo.

Lupe Cotrim

Parabéns Renata. Um abraço.

Viver é Perigoso