sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

ESTAMOS QUASE CHEGANDO LÁ


Charge do Spon publicada em 2005.

Viver é Perigoso

VENTOS DE GUERRA


Algumas características de cidades pequenas ainda são bem acentuadas na terrinha. Uma das principais, com certeza, é a de tentar cochichar em alto-falantes.

No caso, a voz tímida da ruas, misturando sentimento de prazer, com o de vingança, de pânico e até mesmo, com pitadas de justiça, espalha nervosa pela academias, salões, bares, praças, escolas e escritórios.

Estaria na cidade uma força-tarefa da Operação Soledade. Ora estaria em Pouso Alegre, ora em São José do Alegre,  e em Maria da Fé. Circulando, circulando, investigando.

Dentro do contexto, uma ação já esperada e, lamentavelmente, nos tempos atuais, rotineira em todo o País.

Consultas de documentos, leves (por enquanto) interrogatórios e fotografias. Aliás, muitas fotografias.

Lendo o script de outras operações do gênero, acontecerão depoimentos, coercitivos ou através de meros convites, requisição de documentos e inclusive em casos esporádicos, numa fase mais avançada, a solicitação de bloqueios de bens,

Em breve, atendendo o Manual de Informações, um dos lados dirá que estão apurando denúncias consistentes recebidas. O outro lado se pronunciara oficialmente de que está tranquilo, certo que tudo não passa de equívocos e rescaldos decorrentes da última eleição e que estão, como sempre estiveram, à disposição das autoridades.

Tudo acontece numa fase crítica de encerramento de uma gestão e o consequente início de outra, com os mesmos responsáveis. Alguma influência terá na reformulação da equipe. Muitos já foram e outros também deverão ser exonerados. Alguns têm esperanças de voltar para o paraíso. Certamente, devido a compromissos eleitorais assumidos, gente nova será chamada.

E pior ! Parece que anda faltando grana para as indenizações. Exonerados após as eleições, passados mais de 50 dias, ainda não receberam os seus direitos.

Concluindo sobre a "Soledade", a preocupação geral é que, como em todas as demais operações similares que vêm acontecendo pelo País, a nossa (Êpa!) não tenha um momento, digamos assim, de "espetacularização", que admitam ou não, quase já é uma antecipação de uma  punição.

Os espaços na mídia, com a partida do Fidel, a tragédia da Chape e triste madrugada na Câmara Federal, estão tomados. Aguardem a poeira baixar.

Tomara que tudo termine bem.

Viver é Perigoso





        

RA RE RI RO RÉU !


Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

Joan Miró
Viver é Perigoso

PELA MADRUGADA !


A Odebrecht reconhece que participou de práticas impróprias em sua atividade empresarial.

Não importa se cedemos a pressões externas. Tampouco se há vícios que precisam ser combatidos ou corrigidos no relacionamento entre empresas privadas e o setor público.

O que mais importa é que reconhecemos nosso envolvimento, fomos coniventes com tais práticas e não as combatemos como deveríamos.

Foi um grande erro, uma violação dos nossos próprios princípios, uma agressão a valores consagrados de honestidade e ética. 

Não admitiremos que isso se repita.

Por isso, a Odebrecht pede desculpas, inclusive por não ter tomado antes esta iniciativa.

Blog: Razão dos regimes de urgência e votação pela madrugada.

Viver é Perigoso