quarta-feira, 16 de novembro de 2016

SENHOR JUIZ, PARE AGORA !


A Lei Orgânica na Magistratura - Loman - proposta pelo então presidente do Supremo, Lewandowski transforma um salário que, em 2015, era de R$ 31.542,16 em algo que passa longe do dobro.
Na maravilha parida sob os auspícios de Lewandowski, o corporativismo faz com que R$ 31 mil se transformem em R$ 77 mil antes que você tenha tempo, leitor, de trocar a alcatra pelo coxão-duro. Quer saber como? Preste atenção !

– Salário : R$ 31.542,16; 
– mais R$ 1.577,10 a cada cinco anos de magistratura;
– mais R$ 1.577,10 de auxílio-transporte;
– mais R$ 1.577,10 de auxílio-alimentação;
– mais R$ 6.308,43 de auxílio-moradia;
– mais R$ 3.154,21 de auxílio-plano de saúde.

Pronto, já estamos em R$ 45.736,10. Mas dá para avançar bastante.

Se o magistrado tiver um filho, vai receber mais R$ 1.577,10 de auxílio-creche e outros R$ 1.577,10 para o plano de saúde para o dependente. Pronto! Chegou-se fácil a R$ 48.890.30. Na hipótese de um segundo filho que estude em escola privada, mais R$ 1.577,10 para auxílio-educação e outro tanto para o plano de saúde. O valor já subiu para R$ 52.044,40. Convenham, não estamos aqui a falar de situações de exceção, certo?

Mas que tal pagar mais R$ 1.577,10 para o caso de o magistrado ter feito um curso de pós-graduação? O salário salta para R$ 53.621,50. Com título de mestre, vai a R$ 53.773,76; com doutorado, salta para R$ 61.505,08. Com esse currículo, pode ser que acumule alguma função administrativa no tribunal. Aí vê o contracheque engordar: R$ 72.019.13. Caso ele julgue mais processos no ano do que recebeu, deve-se premiar a sua produtividade com dois salários adicionais. Dividido esse valor por 12, chega-se a R$ 77.276,15.

Se for um profissional operoso, que participe de mutirões, lá vão mais R$ 1.051,40 por dia de ação. Chegando ao topo da carreira, alcançando o tempo para se aposentar, mas decidindo ficar no trabalho, mais um adicional de R$ 1.577,10. Ah, sim: também existe o auxílio-capacitação, entre R$ 3.154,21 e R$ 6.308,43; há ainda o adicional para locais de difícil acesso (R$ 10.514,05) e a ajuda para mudança: até R$ 94.626,48, pagos numa única vez.

Ah, sim: a Loman de Lewandowski prevê também que o juiz possa “vender” metade dos seus 60 dias de férias… Sim, são 60 dias !

O CNJ, sob o comando do ministro, decidiu ainda que o magistrado não é obrigado a revelar o valor das palestras que confere.

Aplaudo, sim, esse momento em que os senhores magistrados se mostram dispostos a passar a República a limpo. Certamente tal disposição não pode excluir o Poder Judiciário, não é mesmo ?

Ah, sim: eu sou favorável a que os juízes ganhem muito bem! Dentro daquilo que o Brasil pode pagar. E os que estiverem convictos de que seus talentos e dotes intelectuais merecem muito acima daquilo com que o povo tem condições de arcar, bem…, estes têm todo o direito de disputar o mercado privado de trabalho.

É um direito, certo ?

Reinaldo Azevedo

Blog: Seguimos lascados.

Viver é Perigoso

GAROTINHO

Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA


A casa de leilões Sotheby’s anunciou que vai colocar à venda o quadro "Menina com Colar", uma obra da pintora mexicana Frida Kahlo, produzida em 1929 e que estava desaparecida há mais de seis décadas. 
A Sotheby’s avalia entre 1,5 milhão e 2 milhões de dólares e que será uma das joias do leilão de arte latino-americana que será realizado no próximo 22 de novembro em sua sede nova-iorquina.
Meses atrás, uma antiga assistente pessoal de Frida Kahlo procurou a casa de leilões e revelou que em 1955, um ano depois da morte da artista, seu viúvo Diego Rivera lhe presenteou com o quadro para que tivesse uma “lembrança” da pintora. Desde então, o quadro nunca foi exposto em público e permaneceu pendurado nas paredes da casa da mulher na Califórnia, embora há anos se saiba de sua existência por uma fotografia em preto e branco feita por Lola Álvarez Bravo, amiga de Kahlo.

Viver é Perigoso

SÓ GENTE FINA NA FEIJOADA DO RENAN


Preocupado com a moralidade e bons costumes, o Senador Renan Calheiros reuniu no último sábado, na Residência Oficial, amigos e companheiros, para uma feijoada regada a caipirinhas. Todos sensibilizados com os absurdos gastos públicos.
  
Revelaram-se preocupados com os altos salários e vantagens recebidos pelo Judiciário e Ministério Público. Uma comissão especial já foi instalada no Senado para passar um "pente fino" nos supersalários e vantagens.
O entendimento é de que os avanços das investigações por parte da comissão servirão para mostrar as “mazelas” do Judiciário, em um momento em que vários setores da sociedade e os parlamentares discutem como implementar o teto de gastos públicos.

O presidente do Senado também anunciou para esta semana a indicação de um novo relator do projeto da Lei de Abuso de Autoridade, que na prática limita a atuação de investigadores. Como é do conhecimento geral, a proposta tem sido alvo de críticas da Operação Lava Jato. 

Dentre os 30 convidados, todos com razões de sobra para "descer a lenha no Judiciário e Ministério Público, estavam os límpidos e cristalinos, Michel Temer, Eunício Oliveira, Moreira Franco, José Sarney, Edison Lobão, Rodrigo Maia e outros.

Também participaram do engordurado encontro o Presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz e dois de seus colegas de Tribunal, Bruno Dantas e Vital de Rego Filho. 

Uma feijoada completa.

Viver é Perigoso 

ABADE PREPARADO


O Mosteiro de São Bento existe no centro de São Paulo desde 1598. Em 2006 assumiu o comando da casa o Abade Mathias Tolentino Braga. Foi eleito pela comunidade beneditina, com 35 monges.

Euclides Tolentino Braga, mineiro de Presidente Olegário, adotou o nome de Mathias quando ingressou na ordem beneditina.

Impressionante a vida do Abade Mathias. Mudou-se para Brasília para concluir os estudos. Formou-se técnico em processamento de dados. Em 1984, entrou para a Força Aérea Brasileira como cadete aviador. Aprendeu a pilotar aviões e tornou-se paraquedista. Mudou-se para São José dos Campos, para cursar engenharia eletrônica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA - formou-se em 1992.

Nessa época conheceu o Mosteiro de São Bento e passou a ir lá para estudar grego. O ambiente fez aflorar a vocação. Em 1993 entrou para a comunidade. Antes de assumir o cargo máximo, exerceu o papel de "secretário das finanças" e prior, que é o cargo imediatamente abaixo do Abade. (Estadão).

Viver é Perigoso