domingo, 6 de novembro de 2016

CANTINHO DA SALA

Willem de Kooning
Viver é Perigoso

CANTOR DA BOA VISTA


Não gosto de aves no cativeiro. Abri exceção para três canários criados criados e dados de presentes pelo meu irmão Paulo.
O primeiro deles, que atendia pelo nome de Nelson Gonçalves, tomou o barco pela idade avançada. Descansa no quintal com direito a uma pequena lápide.
O seu lugar foi ocupado por dois canários. O Waldick e o Soriano.
No ano passado o belo Waldick foi atropelado por um gato. Ficou o solitário Soriano, que nos encanta com o seu canto.
Vive cercado, do lado de fora da gaiola, por outros pássaros, que com certeza, não invejam a sua segurança e conforto.

É a vida...

Viver é Perigoso

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

O ESTILO É O HOMEM


A Folha de São Paulo trás hoje uma interessante reportagem sobre "feudos" políticos existentes em cidades pequenas. É uma realidade.

Diz o artigo:

"Milhões de brasileiros foram às urnas no mês passado, alguns duas vezes, para escolher seu prefeito pelos próximos quatro anos. Mas para um pequeno grupo de cidades, entra eleição, sai eleição, e quase nada muda.
A maioria desses “feudos” partidários é formada em cidades pequenas, em que prefeitos foram reeleitos e fizeram seus sucessores, também reeleitos. "

Comentando sobre o assunto:
Impressionante a presença do PMDB, ou melhor dizendo, do Sebastião Riera, nas decisões políticas da cidade. E isso não é novidade para ninguém.
Para muitos, para o bem. Para outros tantos, nem tanto, como sempre acontece na política.

Há 45 anos a participação do PMDB local tem sido decisiva na cidade. Sebastião Riera, foi vereador nos anos de 1971 e 1972, quando da Administração Paulo Faria.
Vereador de 1973 a 1976, inclusive exercendo a presidência da Câmara Municipal em 1975, na Administração Rosemburgo Romano.
Vereador de 1977 a 1982, quando da Administração Pedro Mendes.
Suplente de Senador da República durante os anos de 1999 a 2006.
Rodrigo Riera, seu filho e sucessor na política, foi vereador de 1997 a 2000, na Administração Chico Marques.
Também foi vereador de 2005 a 2008, inclusive exercendo a presidência da Câmara, na Administração BPS.
Candidato a prefeito em 2008, perdendo as eleições, voltou vitorioso em 2012, sendo eleito prefeito. O mesmo aconteceu em 2016, quando conseguiu a reeleição.

Sebastião Riera participou ativamente da eleição do Dr. Rosemburgo Romano em em 1972, na de Ambrósio Pinto em 1982, na de Saulo Germiani em 1992, na de Chico Marques em 1996, na de BPS em 2004 e logicamente, nas eleições de Rodrigo Riera, nas eleições de 2012 e 2016.

Sebastião Riera, também participou ativamente de eleições nas quais o seu grupo não foi o vencedor, como na eleição do Dr. Pedro Mendes em 1976, na de Rosemburgo Romano em 1988, na do Chico Marques em 2000 e na do Dr. Jorge em 2008.

Quando se diz participação nas eleições, no caso do Sebastião Riera, trata-se de envolvimento total. Aparentemente, ele não consegue participar de outra forma. O Grupo possui formidável acesso jurídico. Chegou a impugnar a candidatura do Sr. BPS nas eleições de 2000 e costuma proporcionar insegurança para as candidaturas adversárias.

Quando na oposição, seu ponto forte, provavelmente adquirido ainda nos tempos do bi-partidarismo ARENA x MDB, torna-se implacável.
Foi tranquila, pelo que me lembro, na Administração do Dr. Pedro Mendes. Foi fortíssima, na segunda administração do Dr. Rosemburgo Romano, que inclusive sofreu um processo de impeachment.Terrível, a partir do meio do primeiro mandato do Chico e integralmente no segundo. Dura ao extremo durante o mandato do Dr. Jorge.

Nesses 45 anos, dezenas e dezenas de vereadores foram eleitos com a sua importante ajuda e atuaram segundo suas orientações.

Não seria de todo arriscar dizer, que o PMDB do Sebastião Riera foi e está sendo o Grupo Político mais atuante, mais influente e mais longevo da história da cidade. Talvez, só perca para o período Wenceslau Braz.

Como curiosidade, registra-se que nunca participaram, na linha de frente, das diversas entidades locais, como clubes de serviços, associações e outras equivalentes. 

Foi bom, tem sido bom ou teria desacelerado o desenvolvimento da cidade ? 
Só os historiadores futuros, em cima da análise de números poderão afirmar. Têm, quase sempre, mantido os meios de comunicação sob vigilância.

Sobre a construção de relações amistosas, debates sobre ideias, fortalecimento de entidades, vivência harmoniosa política na comunidade, estímulo (e permissão) para o surgimento de novas lideranças,  penso que deixou e continua deixando muito a desejar.

Aliás, 45 anos é uma vida.

Viver é Perigoso       

ATÉ QUE SE PERCA DE VISTA

Viver é Perigoso

PORQUE HOJE É DOMINGO



Eu sou fraco
Mas tu és forte
Jesus me mantém longe do erro
Eu estarei satisfeito assim que
Eu andar
Deixe-me andar perto de ti

Só um andar mais perto de ti
Conceda-me Jesus este é o meu pedido,
Diariamente caminhando perto de ti
Deixe estar, querido senhor, deixe estar

Oh porque quando minha frágil vida terminar
Não haverá mais tempo para mim
Me guie gentilmente, com segurança para o
Vosso reino
Para as margens do vosso reino

Só um andar mais perto de ti
Conceda-me Jesus este é o meu pedido,
Diariamente caminhando perto de ti
Deixe estar, querido senhor, deixe estar

Diariamente caminhando perto de ti
Deixe estar, querido senhor
Deixe estar

Viver é Perigoso