terça-feira, 20 de setembro de 2016

MISERICÓRDIA !


O assunto domina a internet e pode provocar uma senhora turbulência na reta final da campanha eleitoral de Itajubá.

1 - Foi publicado, pela manhã, em Grupos locais da internet o Ofício 111/2016/SCMI/SUP/ADM, de 20/9/2016 (hoje), da Santa Casa, dirigido à Secretaria Municipal de Saúde, informando que por atraso de pagamento da subvenção mensal pela prefeitura, a partir do dia 23/9/2016 estaria atendendo apenas as emergências.

2 -  Foi publicado agora à tarde, em Grupos locais da internet o Ofício 181/2016, de 20/9/2016 (hoje), da Prefeitura Municipal, respondendo o Ofício acima mencionado, recebido da Santa Casa. Afirma o ofício que não há atrasos de pagamentos da subvenção mensal para a Santa Casa, que vêm sendo realizados dentro dos prazos contratuais e legais permitidos. A parcela referente ao mês de agosto/2016 venceu no último dia 18/9/2016 e foi paga hoje, 20/9/2016.
A Superintendente da Santa Casa, Sra. Renata Alvarenga, foi avisada ontem (19/9) pela Prefeitura, que a parcela vencida no dia 18/9/2016, seria paga hoje, dia 20/9/2016, o que ocorreu.

3 - Possível e viável explicação. Pagamentos da subvenção mensal no decorrer de 2016, conforme contrato assinado em 18/2/2016

Parcela 1 (aporte inicial) - R$ 250.000,00 - vencimento 18/2 - pagamento efetuado 12/2
Parcela 2 - R$ 160.000,00 - vencimento 18/3 - pagamento efetuado 01/3
Parcela 3 - idem - vencimento 18/4 - pagamento 24/3
Parcela 4 - idem - vencimento 18/5 - pagamento 10/5
Parcela 5 - idem - vencimento 18/6 - pagamento 10/5
Parcela 6 - idem - vencimento 18/7 - pagamento 11/7
Parcela 7 - idem - vencimento 18/8 - pagamento 09/8
Parcela 8 - idem - vencimento 18/9 - pagamento 20/9

Pelo visto acima, o contrato previa o pagamento da subvenção até o dia 18 de cada mês. Até o mês passado o pagamento foi feito antes da data limite prevista no contrato. Por alguma razão (certamente de dificuldade de caixa) a subvenção foi feita dois dias após o vencimento, com direito a aviso pela Prefeitura.

Caso não tenha ocorrido nenhum engano nas datas e nos números obtidos, a situação estaria dentro do controle e o risco de dificuldades no atendimento, conforme indicado, à partir da próxima sexta-feira, estaria afastado.

De qualquer modo, sendo a subvenção municipal mensal de R$ 160.000,00 para a Santa Casa, e a do Hospital, de R$ 250.000,00, demonstra o cuidado especial da atual Administração para com o Hospital Escola.

É a vida.

Viver é Perigoso         


MOÇA BONITA

Marion
Viver é Perigoso

NÃO DEVE SER PRIORIDADE


Tomamos conhecimento, pela internet, do Ofício nº 111/2016;SCMI/SUP/ADM, desta data, da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá, dirigida à Secretaria Municipal de Saúde, em atenção a Sra. Maria Goretti Oliveira.
A Santa Casa comunica que, a partir das 07:00 horas da próxima sexta-feira (23/9), por atraso no pagamento da subvenção da Prefeitura, estarão atendendo apenas as emergências, uma vez que não estão dando conta de arcar com os custos totais.
O Ofício foi assinado pela Superintendente Renata Alvarenga e pelo Diretor Técnico, Dr. Lúcio Cesar Mendes.

Blog: Imaginem depois das eleições, se às vésperas já ocorre isso. Pelo acontecido nos últimos anos, percebe-se claramente, que a nossa Santa Casa nunca foi prioridade para o atual governo.
Muita coragem e responsabilidade da Sra, Renata Alvarenga e do Dr. Lúcio Cesar Mendes. Poderão ser deportados para a Sibéria, fora o palavreado.
Pobre terrinha. Oremos.

Viver é Perigoso

NINGUÉM SEGURA MAIS

Viver é Perigoso

A HORA E A VEZ !

Itajubá teve a sorte de ter na Câmara Municipal a Professora Maria de Lourdes Sanches  Coelho. Uma Senhora Professora, amiga e que lamentavelmente já tomou o barco. 
Teve a Advogada, Dra. Márcia Elizabeth. 
Teve a combativa Professora e empresária, Leandra Machado.
Merece e tudo indica que terá no próximo mandato a itajubense, jornalista, culta, trabalhadora, competente política e cidadã, Célia Rennó. 
Com a certeza de que estaremos muito bem representados.Por questão de detalhes a Celinha não foi eleita no último pleito.
Torço muito pelo sucesso da Célia Rennó. Acredito nas pessoas e hoje não dou crédito para nenhum partido político.

Viver é Perigoso 

SOB A LUZ DE VELAS


Depois das Eleições
Depois de uma campanha eleitoral animada, a grande vantagem de qualquer eleição democrática é a de o povo sair, finalmente, da sala de estar dos políticos.
É uma sensação de alívio que alguns eleitos descrevem como semelhante ao momento em que uma dor intensa, por qualquer razão obscura, termina.
Depois de qualquer eleição a sensação dos políticos - quer tenham perdido quer tenham ganho - é a de que o povo mais profundo acaba de entrar todo num comboio, dirigindo-se, compactamente, para uma terra distante. Esse povo voltará apenas, no mesmo comboio, nas semanas que antecedem a eleição seguinte.
Esse intervalo temporal é indispensável para que o político tenha tempo para transformar, delicadamente, o ódio ou a indiferença em nova paixão genuína.

Gonçalo M. Tavares

Viver é Perigoso

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso