sexta-feira, 9 de setembro de 2016

O TEMPO VOA !


Cheguei para morar em São Paulo no início dos anos 70, quando possivelmente, os últimos dinossauros caminhavam livres pelo Parque Ibirapuera.
Um grande amigo me apresentou o caminho das pedras, no qual figurava, entre outros, o Bar Brahma, na esquina da Ipiranga com a São João. Creio que estivemos por lá um pouco antes dos Novos Baianos.
O amigo e guia, logo de imediato, creio que em janeiro de 1974, se estressou com o incêndio do Edifício Joelma e voltou para criar galinhas en Olegário Maciel.
Nunca mais tinha voltado, até a semana passada, quando após muita insistência, consegui levá-lo para uns exames médicos.
Para ficarmos quites, tiramos um dia para ele relembrar, colocando-me à sua disposição. Disse ele:
- Bão, primeiro quero dar uma passadinha no Mappin, logo ali diante do Teatro Munipal, aproveitando para ver o Guarda Luizinho coordenando o trânsito.

- Sinto muito. O Mappin não existe mais e o Luizinho, aposentou-se.

- PQP ! um lojão daquele fechar ? Então vamos até na Mesbla, perto da Praça da República, ou então na Sears, alí no final da Paulista.

-Não dá. Também fecharam.

- Então vamos dar uma passadinha na Rua Direita, quero comprar uma calça Lee, das legítimas, e tentar a sorte, comprando um bilhete da Federal, um borboleta 13.

- Não existe mais.

- Uai ! São Paulo quebrou ? Pô, então vamos almoçar na Salada Paulista.

- Também não existe mais.

- Tudo bem, mas me leve rápido para ver uns preço no G.Aronson ou na Casa Centro.

- Também fecharam.

- Você está tirando comigo. Não quero ver mais nada. Vamos pegar um filme no Cine Metrópole, ou no Paissandu, ou no Metro. Depois eu vou caminhando direto para a Rodoviária, ali na Duque de Caxias com a Rio Branco. Vou pegar o Transul das 18:20 horas.

- Bom, o Metrópole, Paissandu e Metro, fecharam e Rodoviária mudou lá para a Marginal. O Transul não existe mais.

- Só falta você dizer que o Minhocão não existe e que o Felício Castellani mudou de São Paulo.

- Cara, não quero bancar o desmancha-prazer, mas o Minhocão ainda existe, porém não chama mais Marechal Costa e Silva, agora é Presidente João Goulart.

- Trocaram o revolucionário por um comunista ?

- E tem mais, o nosso grande Felício tomou o barco há tempos.

Viver é Perigoso 

ENCHA O TANQUE !


Faz tempo que a expressão "encha o tanque" não é empregada. Melhor é agir como sempre, pedindo para o frentista colocar "cinquenta". Entram e saem planos econômicos, reajustes, impostos e pedido segue firme: "coloque cinquenta".

Hoje em São Paulo, num Posto Shell, a gasolina estava a R$ 3,07. Esnobando, pedi para colocarem logo R$ 100,00.

Na terrinha, antes de cair na estrada, completei o tanque a R$ 3,79. Quer dizer, uma diferença de R$ 0,72/litro.

Quase trinta reais de diferença num tanque de 40 litros.

Está certo o frentista nortista/paulista ao brincar: 

- Se está ruim para mim, imagino como está complicado para o doutor !

É a vida...

Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

Biren De
Viver é Perigoso

PRÁ PENSAR !



Eu não brigo para ganhar. Brigo porque tenho razão.

João Saldanha

Viver é Perigoso

VIDA NOVA !


Viver é Perigoso

AGORA VAI !


Depois de 20 anos, a TRW Automotive está fechando a sua fábrica em Lavras. Produzia autopeças para direção de carros. Mais de 200 funcionários foram e estão sendo despedidos.
Entendam: As peças passarão a ser fabricadas na unidade industrial de Limeira-SP.
Por que a produção de Limeira não foi para Lavras ?

Ontem, a Prefeitura de Pouso Alegre comunicou a suspensão da licitação das obras de construção do Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros, segundo as autoridades, devido ao momento político e econômico vivido pelo país. Trata-se de uma PPP - Parceria Público Privada.

Só falta a o atual poder municipal da terrinha comemorar o fato. Lembrando, aqui afirmaram recentemente, que Itajubá foi a primeira cidade da região a sair da crise.

Talvez, a marola ainda não tenha chegado com toda a intensidade. Em Outubro, conforme comunicado, avançam as negociações para implantação da fábrica de painéis foto-voltaicos na cidade, com investimento de US$ 200 milhões.

Aiaiai...

Viver é Perigoso