terça-feira, 9 de agosto de 2016

SOB A LUZ DE VELAS


A alegria do que nos alegrou dura pouco. A dor do que nos doeu dura muito mais. Vê se consegues poupar a alegria e esbanjares o que te dói. Vive aquela intensamente e moderadamente. E atira a outra ao caixote. Talvez chegues a otimista profissional e tenhas uma bela carreira de político.

Vergilio Ferreira

Viver é Perigoso

VENTOS DE GUERRA


Notícias dão conta que a atual administração teria 180 assessores comissionados. Não acredito por uma simples razão: Não teriam como alojar tanta gente.
De certa forma, utilizando recursos da cidade, tem contribuído com o desemprego no Brasil. Sim, no Brasil, uma vez que contrataram assessores em diversos Estados da Federação. Especialistas, com certeza.
Caso o atual Prefeito não seja reeleito estaremos de frente com 180 deslocados. É muita gente.
Muitos, na certa, voltarão para as suas origens. Alguns outros continuarão no staff do Prefeito, trabalhando para a campanha de deputado.
O candidato da oposição adianta que com menos de 50 assessores, incluindo aí os secretários, administraria a prefeitura. Contaria com a ajuda, participação e apoio das entidades de ensino e empresariais. O que faria todo o sentido.
A crise econômica sem precedente, que está levando o nível de desemprego jamais visto, aponta para uma luta, também sem precedente, daqueles que ocupam hoje cargos comissionados visando a manutenção da situação. Perfeitamente compreensível.
Muita gente deve pensar: - Estaríamos lascados.
Apenas uma ligeira preocupação: 
Campanhas eleitorais, feitas dentro do antigo estilo, promovem novos compromissos de aproveitamento daqueles companheiros não eleitos. Afinal, como dizem, ingratidão é uma palavra que não existe no dicionário.
Sei não...melhor atualizar o currículo.
É a vida...

Viver é Perigoso         

MOÇA BONITA

Shelly-Ann Fraser Pryce - Atletismo Nigéria
Viver é Perigoso

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

NO CIRCO

Viver é Perigoso

FAZENDO O DIABO


Filme antigo de final imprevisível. Autoridades buscando a reeleição, como disse a ex-presidente Dilma Rousseff, em 4/3/2013 em João Pessoa, na Paraíba, podem não ter limites:

"Podemos fazer o diabo quando é hora de eleição".

Como todos sabem, o final daquele filme foi em princípio alegre para ela e seus aliados e se mostrou triste para os brasileiros. Comprovadamente, mentiu e fez o diabo para ser reeleita.

Não deixa dúvidas, que no Brasil de hoje, reeleições são as raízes de todos os males. Em busca delas passam quatro anos fazendo o diabo.

O engôdo se evidencia por ocasião do ano eleitoral. 

Temos por costume, guardamos uma reserva para os festejos do natal e do ano-novo. Filhos fazem provisões para adquirir uma lembrança para os dias do Pais. Namorados poupam para providenciar um mimo para os amados.

Políticos com cargos não costumam economizar para providenciar enfeites, camadas finas de asfalto, pinturas de ruas, rotatórias improvisadas, flores e sinais de trânsito, para impressionar os eleitores, para quando chegar o dia do voto. Impressiona os distraídos.

Muitas das providências são úteis. Por que não foram providenciadas antes ?

Sempre acontece e continuam nos tratando por bobos. Só têm olhos para o nosso voto e para consegui-lo, fazem o diabo.

Devem rachar de rir, quando entre eles.

É a vida...

Viver é Perigoso  

    

MOMENTOS MÁGICOS