terça-feira, 2 de agosto de 2016

ERA UMA VEZ...


"Eu acredito que o PT precisa passar por uma grande transformação. Primeiro, uma grande transformação em que se reconheça todos os erros que cometeu do ponto de vista da questão ética e da condução de todos os processos de uso de verbas públicas".

Dilma Rousseff

Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

Kenneth Noland
Viver é Perigoso

ATLETA OLÍMPICA


Débora Cristiane de Oliveira, para os torcedores brasileiros, Debinha, atacante da seleção brasileira de futebol feminimo.
Nascida na vizinha Brasópolis em outubro de 1991. Defende hoje o Dalian Quanjian, clube chinês.
Debinha, disputou as Olimpíadas de Londres e ganhou a medalha de prata nos jogos panamericanos de 2011.
A brazopolense estará disputando as Olimpíadas do Rio de Janeiro.
Isso é muito bom.

Viver é Perigoso

NOS ENCONTRAREMOS MAIS ADIANTE ?


A questão parece ser proibida de ser tratada. Melhor ainda: Trataremos.

O Prefeito é candidato a reeleição. Pode ganhar ou pode perder. Por ter cerca de 180 cabos eleitorais assessorando-o na Prefeitura, quase duzentos candidatos a vereador trabalhando o seu nome, máquina administrativa na mão, realizando ativa operação de maquiagem e aparente infindáveis recursos financeiros, aparenta favoritismo.

Caso ganhe, ficaria na Prefeitura os quatros anos ou sairia em dois para se candidatar a Deputado Estadual. Federal esqueçam por estar a vaga ocupada pelo Bilaquinho.
Caso não seja reeleito, ninguém tem dúvida. Sairá candidato a Deputado Estadual. 

Notícia boa ou ruim ?

Viver é Perigoso  

A MESTRA COM CARINHO


Foi Secretária Municipal da Educação. Foi Superintendente Regional de Ensino. Foi professora de muita gente. Minha, desde que cheguei na Boa Vista, é claro, em 1947. Continua sendo.
Como ela chegou um pouquinho antes de mim, embora ninguém acredite nisso, sempre foi minha referência.
Irmã querida, que com 11 anos, sofreu o baque maior da tomada de barco da Dona Dina. Os outros seis, atônitos, não entendiam o tamanho da perda.
Olhávamos para ela. Caso estivesse alegre, tudo caminhava bem. Caso estivesse triste, salvem quem puder.
E ela andou triste por um longo tempo.
Ajudou a cuidar de todos, diretamente, até a chegada da Dona Helena. Continuou atenta a todos. Tudo com extremo amor e solidariedade além dos limites.
Edna, do Ivan, da Flávia, da Fabiana, do Samuel, da Poliana, da Ivana, da Giovana, do Renan e de todos nós.
Hoje, somos em onze irmãos e continua permanente as observações: A Edna já sabe ? O que a Edna achou ?
Setenta anos, dos quais, sessenta e nove anos nos encontrando, sempre com os olhos rasos dágua. 
Confesso menina, a sua proximidade nos conforta, nos alegra e nos orienta.
Deus me permitirá isso: Jamais te alcançarei.
Um beijo.

Viver é Perigoso      

NÃO NOS DEIXE COMPANHEIRO !

Viver é Perigoso