terça-feira, 28 de junho de 2016

MOMENTOS MÁGICOS

MEDICINA EM ITAJUBÁ - 3

Em 2 de maio de 1887, por iniciativa do Sr. Arlindo Vieira Goulart, foi fundada a Sociedade Beneficente Itajubense. A Sociedade funcionou num prédio existente na esquina das atuais Rua Cel Rennó e Comendador Ssgumann, na Praça Dona Amélia Braga. Instalaram-se ali, custeadas pela caridade pública, as primeiras enfermarias, destinadas todas a doentes pobres e, um modesto serviço de ambulatório. Funcionou também uma sua dependência num prédio existente no final da atual Avenida Cesário Alvim, na subida da atual Santa Casa.
Em 10 de outubro de 1900, após cumprir imensos benefícios, a Sociedade foi remodelada e ampliada, recebendo a designação de Santa Casa de Misericórdia.
Com recursos deixados em testamento pelo Dr. Domiciano da Costa Moreira e com auxílio de verba vinda de subscrição popular, foi adquirido pela Santa Casa o prédio da esquina da atual Dr. Pereira Cabral e Comendador Schumann, na mesma Praça Dona Amélia Braga.
A pedra fundamental do prédio da Santa Casa, como conhecemos, foi lançada em 28 de novembro de 1920. A planta foi elaborada pelo francês, Eduardo Piquet e a construção foi administrada pelo Sr. Moisés Luigi. A inauguração ocorreu em 24 de outubro de 1925.
Em 8 de setembro de 1941, foi lançada a pedra fundamental da Maternidade Xavier Lisboa, tendo sido inaugurada em 25 de dezembro de 1944. A iniciativa da sua construção foi do Dr. Gaspar Lisboa e muito contribuíram para a sua construção, o Dr. Venceslau Braz, Cel Alcides Faria, Dr. José Lima Medeiros, Hugo Jannotti, Antonio Simão Mauad, Maurício Kaisermann, Dr. José de Azevedo e muitos outros cidadãos.
Contou também com a ajuda do Governo Federal (50 mil cruzeiros), da Prefeitura (5 mil cruzeiros) e da LBA - Legião Brasileira de Assistência (25 mil cruzeiros).
No dia 19 de abril de 1958, foi inaugurado em Itajubá, o SAMDU - Serviço de Assistência Médica Hospitalar de Urgência, uma vitória do Deputado Euclides Pereira Cintra. No dia 9 de abril tinha chegado na cidade, com muita festa, a primeira ambulância do SAMDU.
Três médicos foram nomeados, Drs Erasmo, Monti e Joaquim Coelho. Foram também nomeados, como auxiliar de escritório, o Sr. Sebastião Vilas-Boa Souza, como motoristas, os Srs. Sebastião Roberti e Antonio Campos Alves, como atendentes, os Srs João Mauro Moraes e Rafael Gabriel Nassar, como auxiliar de serviços gerais, o Sr. Alfeu Rodrigues de Oliveira.
Em 1922 foi criado o Posto de Saúde, custeado pela municipalidade, pelo governo estadual e pela Rockfeller Fondation. 
Em 18 de agosto de 1956 foi inaugurado o prédio próprio ao lado do Mercado Municipal. Passou-se a denominar Centro de Saúde Amílcar Pellon. Um extraordinário batalhador pelo Centro de Saúde, foi o Dr. Antonio Braga Filho, Dr. Braguinha.
Também, inaugurado em 17 de novembro de 1939 o Posto Médico da Fábrica de Armas de Itajubá, com salas de cirurgia, raio-x, gabinete dentário, fisioterapia, oftalmologia e laboratório de análises.

Fica registrado o extraordinário envolvimento das lideranças da cidade no avanço no atendimento médico em Itajubá. em benefício de toda a população da micro-região. Sem nenhuma possibilidade de comparação com os dias atuais.

É a vida.

Informações obtidas junto as publicações do Sr. Armelim Guimarães, que não nos deixam esquecer dos grandes exemplos de solidariedade e abnegação de cidadãos de bem.

Viver é Perigoso           

LAMBENDO EMBIRA


Um levantamento sobre infraestrutura e volume de negócios começou a ser feito no Distrito Industrial de Pouso Alegre. A iniciativa faz parte de um projeto da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais - Codemig e Instituto Evaldo Lodi, ligado à Federação das Indústrias de Minas Gerais - FIEMG, para dar suporte financeiro e técnico a empresários. 

O programa de incentivo aos polos fabris foi lançado em 2015 para atender, em sua primeira etapa, 17 distritos em 13 cidades. Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, sediou o projeto-piloto, que está em fase de conclusão. No centro industrial de Contagem, uma estrutura administrativa, composta por associação de empresários e poder público, está prestes a ser criada para a execução do plano de ações que vai atender a localidade.

Até dezembro, além de Pouso Alegre, Belo Horizonte, Betim, Divinópolis,Governador Valadares, Ipatinga, Ituiutaba, Juiz de Fora, Montes Claros, Sete Lagoas, Uberaba e Uberlândia, devem ter os seus próprios planos de ação.

Blog: E nós ? Os administradores da terrinha têm que cair na real e acatar a posição de meros coadjuvantes no desenvolvimento estadual. Estamos lascados.

Viver é Perigoso  

MOÇA BONITA

Angela
Parabéns Angela. Moça Bonita, corajosa, paciente, tolerante, determinada, encorajadora, transbordante de fé.

Abraço,

Viver é Perigoso

SALAFRÁRIOS DA CULTURA

Viver é Perigoso