segunda-feira, 21 de março de 2016

E NA BANÂNIA...


TURBULÊNCIA


Uma notícia desagradável, mas não surpreendente, foi publicada hoje no Valor Econômico. A Helibras iniciou novos cortes de pessoal em sua fábrica de Itajubá, segundo a empresa, para se adaptar ao novo cenário de redução de verbas do orçamento do governo para projetos estratégicos.
Seriam demitidos entre 30 e 40 pessoas nas áreas de produção e manutenção de helicópteros. O número de dispensas, segundo fonte ouvida pelo Valor Econômico, poderá ser duas vezes maior quando atingir as áreas de apoio e escritório.
Entre Itajubá, São Paulo, Atibaia, Rio de Janeiro e Brasília, a empresa conta com 630 funcionários.

Terrível. Pessoal treinado e especializado. Confirma o ledo engano da Administração Municipal, que afirmou há poucos dias, que a nossa cidade era uma das primeiras do país a sair da crise.

Viver é Perigoso

MÃOS ENGRAXADAS !


Petrobrás: 34,8 bilhões de prejuízo !

Clarin da Boa Vista

MOMENTOS MÁGICOS

A HORA É AGORA


Itajubá, 21 de março de 2016

Boa tarde Edson , 

Colocando o foco na questão econômica , a ACIEI não vê outra possibilidade de retomada de crescimento do país que não passe pela saída imediata da Presidente Dilma. Impossível aguardarmos 2018. Desta forma , Impeachment ou renúncia seriam festejados efusivamente. 
Obviamente as demais situações apresentadas são vistas com a mesma indignação com que é vista a condução da economia do país : corrupção deslavada , aparelhamento do estado, Eleições sustentadas por dinheiro oriundo de acharque às estatais , Eleições com indícios de resultado manipulado e por aí segue a infindável lista. 
Em resumo : Torcemos pela rápida saída desta presidente e confiamos que isto feito, embora frente a carência de bons nomes para substituí-la , criam-se ao menos expectativas favoráveis para a retomada do crescimento do país, que já dá claros sinais de capengar e agonizar.
 
Um abraço, 

Remy

Blog: Estamos diante do derretimento de um país.Providências constitucionais deverão ser tomadas. O impedimento é uma delas. Fico confortado ao ver quase todas entidades empresariais do país tomarem posição e manifestar a respeito. 
No momento, mudança de rumo é questão de sobrevivência. Credibilidade é fundamental e inexiste.
Caro Remy, sua coragem e desapego a cargos e honrarias são admiráveis. Estamos desacostumados com posicionamentos públicos. A hora está a exigir.

Edson
  

MOÇA BONITA

Renata

DESCENDO DO MURO


Não digo os jornais da cidade, mesmo porque todos estão, praticamente, desestimulados a dar entrevistas para os jornais do Santiago (O Sul de Minas e Jornal da Cidade), digo apenas, Itajubá Notícias, que tem acesso direto aos políticos e autoridades da terrinha.
Façam uma pesquisa, se possível ainda esta semana, quando o assunto ainda está indefinido.
Busquem o Prefeito, o Vice, o Reitor da Unifei, das outras Faculdades, os presidentes das entidades, os vereadores e ex-prefeitos e deputados da região e tentem arrancar se são contra ou a favor do impeachment. Se julgam oportuna a indicação do Lula para Ministro. Se apoiam a operação Lava-Jato.
No caso dos políticos, citem o nome dos partidos em que estão filiados.
Significa trazer o momento político para a nossa proximidade.
É extremamente importante saber o que pensam.
Se algum dos mencionados ou um de seus assessores ler o "viver é perigoso", mandem um email e será publicado na integra.

Aguardamos com ansiedade.

Viver é Perigoso