quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

PF DE PRIMEIRA !


Ouvido hoje na Rua Nova:

- Pô Cara, boião de primeira no Restaurante Popular. Tudo R$ 2 e ainda uma maçã de sobremesa. Eu que pagava R$ 6 por um PF estou numa boa.

- Legal Meu ! Tá economizando R$ 4 por dia.

- Economizando nada. Compro ficha e entro na fila mais duas vezes. Na terceira como na maior calma.

- Prá mim tá saindo por R$ 9. Passagens ida e volta, de ônibus do Reboja, mais a bóia. Tá ruim mas tá bom.

Nota: O contrato da empresa fornecedora com a Prefeitura (que paga R$ 5 de subsídio) determina que poderão ser servidas até 700 refeições/dia, no período das 11:00 às 14:00 horas. Segundo a Repórter do jornal Itajubá Notícias, no dia que ela foi conhecer, às 13:20 horas, a cota já havia sido completada. E a fila ainda existente voltou prá casa. 

Viver é Perigoso 

ABOBRINHA !


“Se tem uma coisa que eu me orgulho, neste País, é que não tem uma viva alma mais honesta do que eu. Nem dentro da Polícia Federal, nem dentro do Ministério Público, nem dentro da igreja católica, nem dentro da igreja evangélica. Pode ter igual, mas eu duvido”

Lula

MOÇA BONITA

Sara

ISSO É QUERER MUITO ?

Confesso que tinha esquecido por uns tempos da Câmara Municipal. Terminado o recesso parlamentar voltaram com pilhas recarregadas para o ano eleitoral. Não tenho a menor sombra de dúvida de que todos buscarão a reeleição. É um direito.
Li pela internet uma longa declaração do Vereador Professor Rui e tomo a liberdade de republicar uma pequena parte. Diz o amigo Professor:

"Itajubá, em alguns aspectos, tem alguma semelhança com o quadro político nacional. A oposição ao Governo do Prefeito Rodrigo Riera não conseguiu se estabelecer de forma organizada e séria, temos uma oposição muito aquém dos desafios políticos da cidade. De maneira que, criou-se um “vácuo” na oposição, um buraco que não é preenchido por nenhuma liderança. A oposição não apresentou um projeto alternativo de governo ao município e faz oposição de maneira mais cômoda, só criticando e fazendo denuncias, o que é muito pouco para uma cidade igual a nossa."

Sobre o destacado, concordo quase integralmente com o Vereador Rui, exceto por detalhes. 
Primeiro, porque não é função da oposição apresentar projetos para o governo.
Segundo, porque  o nobre Professor se tornou um dos responsáveis pela existência desse vácuo. 
Caso mantivesse seu posicionamento da campanha anterior, não teria composto de imediato a esquadra da base governista.
No governo RR, atuando de forma independente, o Prezado Rui, seria quase oposição. Terceiro, as críticas são normais.
Dos políticos atuais, o crítico mais duro nas lides continua sendo o Rodrigo Riera. Outro fosse o prefeito e estaríamos, talvez com certa dose de razão, às vésperas do apocalípse.
É a vida na política.
Na conclusão o Professor comenta sobre sua coragem.
Coragem também é necessária para cobrar informações, analisar, fiscalizar, exigir, propor muitas vezes o contrário e claro, muitas vezes apoiar.
Ah! e vez por outra buscar saber a opinião dos eleitores.
O Professor Rui em quem nós acreditamos, teria batalhado pelo arquivo do projeto de maltrato dos animais, buscaria a redução de custos com o não aumento do número de vereadores, não apoiaria integralmente o aterro da marginal do Ribeirão Piranguçu, questionaria todo o andamento das obras de revitalização do centro, exigiria simplicidade na implantação das zonas de estacionamento, tentaria impedir a exclusão da Mahle do projeto Santa Casa, lutaria contra a elevação dos impostos municipais, não permitiria a venda de bens imóveis públicos, proporia um relacionamento harmonioso entre a Unifei e o Poder Público e por aí afora.

Pô Rui ! Isso foi querer muito ?

Viver é Perigoso 

AÇÕES !