quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

VERGONHA !


A Odebrecht e seu braço petroquímico, a Braskem, admitiram à Promotoria norte-americana a responsabilidade pelo pagamento das propinas, de 2001 até este ano, de cerca de 439 milhões de dólares em 11 países fora do Brasil, sendo 9 deles latino-americanos.

As duas empresas chegaram a um acordo para pôr fim ao processo em curso nos Estados Unidos, Brasil e Suíça mediante uma multa de 3,5 bilhões de dólares –a mais elevada da história para esse tipo de caso.

A Odebrecht, utilizou sociedades fantasmas e contas bancárias em diversas partes do mundo para gerenciar as propinas pagas a funcionários ou intermediários, com as quais procurava garantir uma “vantagem imprópria” em relação a seus concorrentes, segundo os documentos da investigação.

O país latino-americano em que o grupo fez mais pagamentos irregulares foi a Venezuela (98 milhões de dólares), seguida da República Dominicana (92 milhões). Fora da América Latina, a Odebrecht também corrompeu funcionários em Angola e Moçambique. 

No caso do Brasil, os pagamentos giraram em torno de pelo menos 349 milhões de dólares (1,2 bilhão de reais).

Na Argentina, 35 milhões de dólares. No México, os pagamentos somaram 10,5 milhões de dólares. Na Colômbia, 11 milhões de dólares. No Peru, 29 milhões de dólares.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: