terça-feira, 2 de agosto de 2016

A MESTRA COM CARINHO


Foi Secretária Municipal da Educação. Foi Superintendente Regional de Ensino. Foi professora de muita gente. Minha, desde que cheguei na Boa Vista, é claro, em 1947. Continua sendo.
Como ela chegou um pouquinho antes de mim, embora ninguém acredite nisso, sempre foi minha referência.
Irmã querida, que com 11 anos, sofreu o baque maior da tomada de barco da Dona Dina. Os outros seis, atônitos, não entendiam o tamanho da perda.
Olhávamos para ela. Caso estivesse alegre, tudo caminhava bem. Caso estivesse triste, salvem quem puder.
E ela andou triste por um longo tempo.
Ajudou a cuidar de todos, diretamente, até a chegada da Dona Helena. Continuou atenta a todos. Tudo com extremo amor e solidariedade além dos limites.
Edna, do Ivan, da Flávia, da Fabiana, do Samuel, da Poliana, da Ivana, da Giovana, do Renan e de todos nós.
Hoje, somos em onze irmãos e continua permanente as observações: A Edna já sabe ? O que a Edna achou ?
Setenta anos, dos quais, sessenta e nove anos nos encontrando, sempre com os olhos rasos dágua. 
Confesso menina, a sua proximidade nos conforta, nos alegra e nos orienta.
Deus me permitirá isso: Jamais te alcançarei.
Um beijo.

Viver é Perigoso      

Nenhum comentário: