segunda-feira, 25 de julho de 2016

NOVOS TEMPOS


Confesso que ainda não havia presenciado isso. Até recentemente os metalúrgicos protestavam contra a organização e o fortalecimento dos Sindicatos Patronais. Questionavam a filiação das empresas.
Hoje, o Sindicato do Trabalhadores protestam pela desfiliação do SIMMMEI, Sindicato Patronal de Itajubá, que teria acontecido com a Mahle Metal Leve.
Alegam que a empresa continua com seus planos de continuar a retirar e ou reduzir os direitos dos trabalhadores da unidade em Itajuba. Já suspendeu a festa de natal, piorou a cesta de fim de ano e  já admitiria admite mexer no convênio médico e em outros benefícios.
E tem mais,  a MAHLE teria demitido, dois dos dirigentes mais ativos do Sindicato dos Metalúrgicos. Pelo que me lembro, dirigentes de Sindicato têm estabilidade no emprego. 
Entendam: Vivemos num país capitalista. Os direitos e deveres de todos são constantes de Lei e Acordos firmados. O momento é de crise e a redução do mercado exige redução de custos. Entendo que os salários têm sido corrigidos dentro da legalidade.
Diferentemente do setor público da cidade, que em vista da crise, não reduziu o quadro de assessores, pelo contrário, e podou pela metade a correção dos salários dos funcionários municipais. 
Os atos da empresa têm que ser entendidos como busca de sobrevivência em tempos bicudos. Isso significa, menor diminuição do quadro.
O que não pode acontecer é o pessoal se ajeitar na esteira provocada pelo momento eleitoral. 
Em tempo, a empresa antecessora da Mahle em Itajubá, a Cofap, foi fundadora do SIMMMEI na cidade. O primeiro Presidente do Sindicato Patronal foi o Sr. Américo Brites, então, Diretor da empresa.
É a vida...
Viver é Perigoso  

Um comentário:

Anônimo disse...

Zelador,
A Mahle e espero que outras tbem, entendeu que Simmei, ACIEI, CDL, etc, são entidades representativas de NADA!

Nunca a Mahle foi associada da AC, e eles estão certos, vivem em cima de RODINHAS se precisar vão pra outras plagas em um minuto.

A cidade que se cuide.!

+ Falta união, propósitos, menos arrogância.