sábado, 5 de março de 2016

COLOCANDO OS PINGO NOS IS


Bom dia Edson, 

Como leitor frequente de seu blog e de comentários que derivam de suas postagens, deixo-lhe alguns esclarecimentos sobre as eleições a ocorrer na ACIEI para a escolha de sua próxima Diretoria e conselhos, bem como sobre outros comentários que surgiram no entorno deste assunto : 

1- Eleições marcadas para o dia 15/04/16 , 19 hs, na sede da ACIEI. Informações a respeito serão divulgadas conforme determinação do estatuto. 

2- O candidato à presidência da diretoria, por indicação minha e aprovação da diretoria atual será o sr. Carlos Eduardo Alves , proprietário da Casa América. Até o presente momento não há manifestação de interesse de outros associados em pleitear este cargo e os demais, não havendo nada que impeça qualquer um de fazê-lo. 

3- O Sr. Carlos Eduardo é sim um amigo , como o são, os demais diretores e conselheiros, estando participando com importante auxílio nos últimos 4 anos do dia a dia da entidade. 
É um empresário de muito arrojo e inteligência , em quem , a atual diretoria aposta ser capaz de dar novo ânimo e vitalidade a entidade. Tem sua indicação exclusivamente pelo mérito . 

4- Por quê não há outras chapas ? O que (quem) impede a formação das mesmas ? Respondo : 
Nada nem ninguém impede a formação de outras chapas . 
É muito mais fácil reclamar o tempo todo do que se disponibilizar ao trabalho voluntário. Você participou ativamente da ACIEI e sabe que é trabalhoso para quem quer de fato contribuir com seriedade. É mais fácil. 
Para a velha guarda se queixar sob o anonimato do que se colocar em ação para modificar os pontos com os quais discordam. Todos são valentes e muito competentes sob o anonimato, poucos dão a cara e os braços para o trabalho. 
Há prazo hábil para a inscrição de chapas concorrentes . É necessário, no entanto , sair do conforto. 

5- Há evidente má vontade e mau caratismo , pois a crítica é sempre pesada e sem identificação, de um de seus leitores anônimos, com o gerente da ACIEI sr.José Geraldo Nadur .
Tem sido ao longo de muitos anos um excepcional funcionário , respondendo com seriedade sob as coisas ao seu alcance. Diferente do que tenta evidenciar este anônimo, gerente é gerente, diretor é diretor e presidente é presidente, não sendo esta ordem desrespeitada de forma alguma na Aciei. 

6- Aciei e Cdl tem mantido excelente relacionamento , lutando juntas e conciliando posições frente ao poder público. 
Se há mais de trinta anos deixaram de ser uma para serem duas, é responsabilidade dos que consentiram e foram inábeis em evitar a ruptura. Não faço parte desta época e desconheço o contexto e motivos. Penso que seriam mais fortes se fossem uma única entidade. 
Fato é que temos buscado a maior proximidade possivel a fim de assegurar uma representatividade única nas necessidades dos assuntos relacionados a nossos associados e assim desejamos continuar.
 
Obrigado, 
Um abraço 
Remy

Blog: Grato Remy por considerar o nosso espaço. Por mais singelo que seja o veículo, você dá um exemplo esclarecendo questionamentos diversos, mesmo que oriundos de comentaristas não identificados. 
Conheço o José Geraldo, sei de capacidade e dedicação. Pessoa de bem. 
Conheço o Carlos Eduardo desde o início da Cabelauto. Criativo e empreendedor. 
O clima eleitoral na Aciei é o mesmo desde a época do patrono Didi Pereira. Penso que a Cdl e Aciei podem e devem caminhar bem próximas e não necessariamente juntas. Os objetivos são comuns.
Mais do que nunca a cidade precisa de suas instituições empresarias. Iniciamos a travessia de um deserto árido com o sol a pino. 

Abraço.

Edson  

11 comentários:

Edson Riera disse...

Anônimo com dezenas de comentários,

Não é justo você postar críticas no anonimato em cima de post identificado. Não tem nada de mais ser oposição. Identifique-se e tenho certeza que se chegará a um bom termo.
Não é pecado, pelo menos para mim, ter ideias diferentes.
Não deixo de publicar seus comentários, como você escreveu, por falta de coragem,
Quer coragem maior que assinar tudo e caminhar pelas ruas de cabeça erguida ?
Isso não é valentia e sim consciência tranquila.
Assim penso.
Abraço

Zelador

Anônimo disse...




Zelador,
Coloca o Nelsão na vitrola, escute "Nada Além" e vamos adiante.
Abraço

Anônimo disse...

Zé, e vc continua dando conversa pra estas bobagens, ah Zelador, o meu amigo anônimo da Beira Rio que não nos ouça,ele sabe de tudo.
Beijos.

Anônimo disse...

É zeladorzão. A censura tá braba. Não pode escrever nada sobre o remizinho que você passa o facão!!

Edson Riera disse...

Anônimo das 21:59 horas,

Questão de justiça. Ele assinou e você não. Quanto ao Zelador, não poupe.

No anonimato ainda é válido discutir ideias e não pessoas.

Meu Pai era Zé. Aceitei sempre o Zezinho, até com orgulho.

Zelador

Anônimo disse...

Sr.Zelador

Para o senhor aceitar tranquilamente este regime autoritário da entidade em questão no minimo vc é conivente com este absurdo. Onde já se viu meia dúzia de "diretores" decidir a nova gestão totalmente FORA do que diz o Estatuto e o RI, mas realmente isso prova que vivemos neste maldito sistema dos "conchavos" que tomam conta de nossas instituições das mais mediocres até as maiores.
Uma pena, mal exemplo, no minimo mas tbem não poderia ser diferente considerando o tipo de pessoas que se aproveitam destas coisas.
Neste momento os eleitores, os associados, os membros, os sócios, enfim , são apenas idiotas num sistema arrogante e mesquinho que abusa de nossa inteligência neste PAIS pequeno feito de corruptos, vagabundos como podemos observar em varias ocasioes.
POBRE ITAJUBA, POBRE MG, POBRE BRASIL.

Anônimo disse...

Assim fica difícil! Oremos.

Edson Riera disse...

Anônimo das 10:07 horas,

Se você é sócio da entidade, reuna alguns companheiros que pensam igual, tracem um projeto, com metas, compromissos, etc e lancem uma chapa de oposição. Procurem os associados e lutem, dentro do estatuto, pelo que acreditam.
Ou ainda, façam uma proposta de inclusão das suas ideias junto a chapa já registrada (caso já houver)
Quando estamos dentro de uma associação temos, muitas vezes, de ceder e abrir mão de coisas pessoais.
É uma arte.
Certa vez, viramos uma eleição em uma semana, derrotando o Chico (que acabou sendo prefeito e nunca deixou de ser amigo), elegendo o Marcinho Coelho, então diretor da Casa Dias.
É a vida...

Zelador

Z

Anônimo disse...

Zelador, me admira muita esta sua posição. Quer dizer se eu achar que um vereador, um prefeito, um deputado um presidente é INCOMPETENTE tenho que arrumar um jeito de me candidatar para que se possa fazer um trabalho HONESTO, COMPETENTE, DESPRENDIDO de interesses pessoais, enfim; Não, não meu caro. Não tenho condicoes de lutar contra o SISTEMA mas minha fraqueza não impede de achar isso ou aquilo e de não ser ameaçado ou ofendido por nenhum vagabundo. Neste seu posicionamento então se candidate a vereador para votar nos 10 eou se candidate a prefeito e para de criticar o RR. Vc esta sendo injusto mas nao faz mal sei que no fundo vc sabe que meus comentarios são verdadeiros e que tudo isso nao passa de uma grande farsa, hipocrita.Como sempre....
Gente pequena e do mal, temos muito e da mesma forma que nosso povo é PUBLICO ser associado muitas vezes é uma grande ilusão, pra não dizer palhaços.
Fazer o que, tem gente que gosta.

Edson Riera disse...

Anônimo das 18:55 horas,

Sua sugestão ou recomendação está chegando com 12 anos de atraso. Fui candidato a prefeito em 2004. Desconhecido na política, em 2 ou 3 meses andei de casa em casa na terrinha me apresentando. Repito, me apresentando, pois por uma razão que não saberia explicar, nunca pedi voto. Pedi sim, muitas vezes, para outros.
Antes, sabendo dos rumores que eu participaria do processo eleitoral, três amigos que me queriam muito bem, Dr. Edson Mauad, Sr. Gilberto Venturelli Faria e o querido José Luis Chiaradia, o Califa, que já não estão mais entre nós, exceto na memória, recomendaram firmemente que eu não participasse. Segundo eles, me faltava uma característica básica para ter sucesso na política. Mesmo com uma quantidade expressiva de votos, jamais voltei a participar.
Procure achar virtudes naqueles que o cercam. Vai ser fácil.
Quanto as críticas a administração municipal, sempre dentro de um limite de educação e respeito, um dia os criticados entenderão que cairam bem para eles. Talvez, não de público, mas no silêncio dos seus quartos.
Não critique com raiva, com ódio, pois fará mal para você.
O diabo não sabe mais porque é mais inteligente. Sabe mais porque é mais velho.
Zelador

Remy andrade disse...

Boa noite Edson,
Não vale a pena alimentar esta discussão com o intuito de agravar este
Embate com o anônimo. Vale, no entanto, continuá-la a fim de oferecer
Pontos de vistas para que cada leitor seu, tire a sua verdade .
Quero trazer algumas considerações adicionais :

1- Quando uma diretoria de uma entidade do terceiro setor, em fim
De mandato, escolhe uma chapa para concorrer ás eleições seguintes,
Montando uma chapa de situação, em que ilícito ela incorre ? É natural
Que esta chapa traga componentes e linhas de pensamentos da diretoria
Que se encerra . O que está errado nisto ?
Estranho seria que esta diretoria não tivesse intenções de continuar
O desenvolvimento de seu trabalho e simplesmente não formasse
Chapa.
Observe que a diretoria que sai monta apenas uma chapa que pleiteia
Continuar, podendo sua vontade não ser acatada pela assembleia
Geral, que pode simplesmente votar em outra chapa qualquer, desde
Que ela exista.

2- A montagem de uma chapa de situação não é em absoluto, uma
Ação ditatorial , é uma sequência normal . O estatuto da Aciei obriga
À renovação de 1/3 dos membros da diretoria e isto é rigorosamente
Cumprido.

3- O que faz falta nesta estória é uma ( ou mais) chapa (s) de oposição
E não cabe a atual diretoria provê-la. Isto é trabalho pro anônimo aí
Fazer, se for afeito ao trabalho não remunerado.

4- É direito do anônimo classificar-me como incompetente . Não lhe cabe,
No entanto, sem devida argumentação questionamentos sobre minha
Honestidade ou sobre meu desprendimento pessoal no exercício da
Função. Cabe-lhe como ação frente a minha incompetência , fazer
Parte ou apoiar chapas que representem seu entendimento de competência.

5- por fim, acho que cabe diferenciar o que se pode exigir de um vereador, prefeito,
Político em geral, trabalhos devidamente remunerados pagos com os impostos
Recolhidos junto a sociedade , do que se deve exigir de diretores e presidentes
De entidades de classe , aonde notoriamente nada, absolutamente, nada é
Recebido .
O que recebeste Edson pelos teus anos de dedicação a ACIEI ? Dinheiro não foi. Status
Também não. Teu pagamento foi a satisfação da contribuição que pôdes dar .
Não quero com isto dizer que deva se cobrar menos competência de quem se
Disponibiliza para o trabalho no terceiro setor. Quero afirmar, que se quiser melhorar algo
Que te descontente, vai ter que aparecer para auxiliar; só vomitando queixas, não vai
Resolver.

6- Deixo o compromisso contigo Edson ,de auxiliar a formação de
Qualquer chapa que queira concorrer às eleições por vir, nas normas
Estatutárias. Diferente do apregoado pelo anônimo, não há máfia, sistema
Para lutar contra , etc.. Há sim, muita preguiça de trabalhar a troco de nada.

Um abraço
Obrigado .

Remy


























3