quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

PRÁ PENSAR



A censura imposta pelo agrado remunerado é mais triste do que a executada pela força, pela opressão.


John Chair

17 comentários:

Anônimo disse...

Zelador, uma pergunta: No caso do RR, por que quem o defende está sendo remunerado ou o faz sob pressão??? Eu, por exemplo, não votei nele, mas o farei agora (SDQ!!!). E faço isso não por estar sendo remunerado, muito menos por pressão de quem quer que seja. É só a minha opinião. Normal e cristalino como a água pura. Está sendo melhor que muitos que já passaram por lá, quer queira, quer não queira. Essa é a realidade. Chico? Jorge? Anos-luz de distância do mandato atual.

Mesma coisa no caso da Dilma. Não sou petista, votei nela e torço para que consiga superar tudo. Votaria novamente, sem dúvida! Aécio, Serra, Alkmin, etc, etc,, nem pensar!!!

Edson Riera disse...

Anônimo das 15:27 horas,

Qualquer um pode e tem o direito de defender e elogiar a atuação do Prefeito RR. E atenção: Do mesmo modo, qualquer um tem o direito de criticar e discordar da atuação do Prefeito RR.
Simples, líquido e claro.
Quanto a sua posição na área federal, penso que é merecedora de um profundo estudo.

Zelador

Anônimo disse...

Na área federal, gostei da ironia. Muito obrigado. Mas o que falei é verdade pura.

Criticar e discordar é normal. O problema é taxar (também serve 'tachar') quem não concorda com a crítica ou discordância de ser remunerado ou agir sob pressão. O nome disso é patrulhamento.

Anônimo disse...

RR usa de todas artimanhas populistas pra agradar o povo. Praça reformada por milhões de reais, restaurante popular subsidiado (que acarretará o fechamento de diversos pequenos restaurantes ), um teatro pronto que por capricho do prefeito só será entregue em Março e sem a parte que cabe a prefeitura finalizada (som e luz). Isso sem contar a esperteza nos casos :

- aeroporto : obra embargada é culpa do Governo do estado, obra a todo vapor, merito do RR.
- creches : obra atrasada, culpa da Dilma, obra entregue, empenho da prefeitura.

E sem contar as "derrapadas":

- ponte ampliada sem análise técnica que acabou levando bicicletas para andar com pedestres
- divulgação de empresas que iriam se instalar na cidade.


Anônimo disse...

Você está redondamente enganado zelador, bastriãozinho não aceita nenhum tipo de critica, por menor que ela seja. Não está vendo o que ele está fazendo com as rádios.
Quando ao anônimo aí de cima, deve estar ganhando também e está achando ruim você falar.

Edson Riera disse...

Anônimo das 18:46 horas,

Estamos lascados.

Zelador

Edson Riera disse...

Anônimo das 17:29 horas,

Desculpe a brincadeira. Mas eu ouvi direto de um diretor de rádio, que se não seguir a cartilha tem a publicidade cortada.

Zelador

Anônimo disse...

Já que o anônimo 18:46 disse com tanta convicção que o restaurante popular subsidiado "acarretará o fechamento de diversos pequenos restaurantes", gostaria que ele nos informasse de qual estudo econômico ele tirou essa conclusão, inclusive com exemplos concretos de "diversos pequenos restaurantes" que já fecharam ou irão fechar, tendo como causa, direta e objetiva, o restaurante popular subsidiado. Caso contrário, serei obrigado a dizer que é um grande chutador.

Se for na base do achismo eu, ao contrário, prefiro "achar" que o fornecimento de matérias-primas para as refeições irá favorecer aos produtos rurais locais (ou ele acha que esses insumos vem do Maranhão, Tocantins, ...). Além disso, o movimento nas imediações irá favorecer a outros tipos de comércio.

E então, jovem mancebo, responda sem tergiversar: por que o seu "achismo" está certo e o meu, errado??

Edson Riera disse...

Anônimo das 08:30 horas,

Penso que o Restaurante Popular foi uma boa medida. O lado social, obrigatóriamente, tem que ser lavado em consideração.

Zelador

Anônimo disse...

Quis dizer: produtores rurais locais.

Anônimo disse...

Anônimo das 18:46:

1) Praça reformada por milhões de reais. Milhões? quanto? Acho que vc nem sabe!
2) Quais restaurantes pequenos já fecharam ou vão fechar? Vc tem o dom da premonição?
3) O próprio RR falou para vc que por capricho vai inaugurar o teatro faltando luz e som, ou isso é fruto da sua genial capacidade de dedução?
4) Já que é antenado, que análise técnica sugeriria?
5) Você tem suas próprias informações, ou capta no ar aquilo que ouve por ai?

Anônimo disse...

Vou ficar devendo o tal estudo econômico, pois nem chega a ser necessário. Basta ter bom senso de enxergar que a competição é desleal entre um restaurante subsidiado e um que tem que descarregar todos os custos no preço da refeição. Não questiono o caráter social do restaurante, mas uma análise mais ampla tem que ser feita. Quanto a maior venda de gêneros alimentícios para confecção das refeições , que vai favorecer as intermediações, acredito que não haverá tal acréscimo. Talvez no início somente, depois tende ao equilíbrio em razão do público consumidor não crescer tanto neste segmento de alimentação fora de casa.
Quem viver verá.

Anônimo disse...

Eu sei das coisas. Mais do que você imagina. E quanto a suas perguntas, não precisa ficar bravo comigo. São constatações. Pode desconsiderar se quiser, mas não precisa ficar bravinho. Bjo na alma

Anônimo disse...

Como diz o ditado: "não tem almoço grátis". Alguém paga. No caso o contribuinte. Tenho um amigo que deixou de comer em casa. por 2,00. Fica mais barato que fazer e olhe que ele não precisa. É classe mediana.

Edson Riera disse...

Anônimo das 19:20 horas,

Qualquer pessoa pode almoçar no Restaurante Popular. Todos precisam saber que a cidade paga R$ 5,00 por refeição.

Zelador

Anônimo disse...

A nova orientação politica da Jovem FM atende os interesses da nova administração - cuidado ao interpretar: não disse novos donos ocultos, ok ? E se alguém falar que o RR tem ascendência econômica sobre alguns dos sócios eu nego porque não disse isso.

Edson Riera disse...

Anônimo das 09:45 horas,

Nada, mas nada mesmo para mim será surpresa.

Julgo estar preparado para receber as mais estranhas, duras, e em princípio não entendíveis, notícias da política.

Zelador