terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

PONTO FINAL

Nosso Diretório 
DESAPROPRIAÇÃO DO DIRETÓRIO ACADEMICO - NOTA DA REITORIA DA UNIFEI
assunto sobre a possível desapropriação da sede do Diretorio Acadêmico (DA), atual Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), tem sido objeto de manifestações variadas tanto nas redes sociais, quanto em matéria recente no Jornal O Sul de Minas, com notas do próprio DCE e da Associação de Ex-alunos da Unifei (ADUNIFEI) e mesmo da Prefeitura Municipal de Itajubá.
De fato, em minha condição de Reitor da Unifei, assim como na de ex-aluno, a mera possibilidade de que uma desapropriação da sede histórica de nosso Diretório Acadêmico possa ocorrer, provoca-me genuíno espanto e consternação. Pelas reuniões que tenho participado e pelas manifestações que tenho conhecimento ouso dizer que essa percepção é compartilhada pela grande maioria dos ex-alunos da Unifei, bem como por parte da nossa comunidade acadêmica.
Para bem expressar um pouco sobre a importância dessa belíssima história que foi o esforço coletivo para construção da sede do DA e sua existência ao longo dos anos e décadas em nossa cidade, gostaria de apresentar alguns dados que podem ser úteis àqueles que possivelmente aventem a possibilidade de uma desapropriação.
A sede do DA foi construída em meados do século passado com doação de terreno e sua construção realizada pelo esforço conjunto de alunos, ex-alunos com a participação efetiva de parte da própria comunidade itajubense. Apenas para registro, foi na gestão de Aureliano Chaves – nosso caro ex-aluno e Vice-Presidente da República – a quem coube finalizar a construção e inaugurar a sua sede em 1951 e que, junto com uma comitiva de estudantes, foi recebido por Getulio Vargas, então Presidente da República, para uma reunião que iniciou as tratativas para a federalização do IEI (Instituto Eletrotécnico de Itajubá)para se tornar EFEI (Escola Federal de Engenharia de Itajubá), hoje Unifei. Essa sede, segundo alguns, uma das primeiras, é considerada a maior do Brasil, nos é muito cara pelos muitos que aqui passaram e pelo que ela representa para os valores dessa instituição. Sonhos e ideais próprios da juventude de muitos de nós foram forjados em suas dependências e, porque não mencionar, amores e casamentos também o foram.
Portanto, pelas razões acima e por tantas outras cuja menção não é possível descrever nessas linhas, o entendimento da Reitoria da Unifei sobre a mera possibilidade de desapropriação é que este tema é um absoluto equívoco, o qual não deveria ter sido sequer aventado. As tratativas iniciais – que nós bem sabemos como se desenvolveram - aconteceram de maneira particularizada  sem uma prévia e necessária discussão interna, com o alunato, os ex-alunos e a Reitoria da Unifei.
Por um lado, essa administração fica aliviada em saber que essa possibilidade não prosperou. Por outro, devo dizer que ainda nos preocupa o fato dela poder ser ainda aventada em algum momento futuro, visto que o poder público pode, com respaldo da Câmara de Vereadores, efetivar projetos de desapropriação. Ainda bem que não chegamos a esse ponto e espero que tal não ocorra. Em nosso entendimento, caso esse assunto estivesse em andamento, teríamos uma grande comoção na comunidade acadêmica e mesmo na itajubense. Seria, a meu ver, um desnecessário desgaste político e de esforços, os quais entendemos, devam ser carreados para prioridades de maior monta. A Reitoria da Unifei acredita que o Sr Prefeito Rodrigo Riera e as demais autoridades municipais – como assim expresso em nota publica a respeito do tema - possuem a necessária sensibilidade política e entendem a relevância desse tema para a Unifei assim como, em consequência, sepultarão definitivamente qualquer iniciativa desse gênero.
Nós da Unifei comungamos de certos valores que nos são muito preciosos, nossa história, nosso legado e, nesse sentido, sempre envidaremos todos os esforços para que eles sejam preservados. Afinal, são eles que nos fazem ser o que somos. Agindo assim, somos da crença de que estaremos contribuindo, como sempre fizemos, para o progresso e cidadania das localidades em que atuamos.
Prof Dagoberto Alves de Almeida
Reitor da UNIFEI
Blog: Devidamente esclarecido e com todo o cavalheirismo possível. Ponto final, acreditamos.
Viver é Perigoso   

10 comentários:

M. Feitor disse...

O que é interessante ressaltar é o tapa com luva de pelica que o Dagoberto dá na prefeitura, ao dizer que "As tratativas iniciais – que nós bem sabemos como se desenvolveram - aconteceram de maneira particularizada sem uma prévia e necessária discussão interna, com o alunato, os ex-alunos e a Reitoria da Unifei".

Isso vai contra a nota da prefeitura que critica o jornal que deu a notícia: "fazer jornalismo de maneira irresponsável e utilizar um veículo de comunicação para propagar opiniões pessoais não caracteriza o bom jornalismo. A Prefeitura esclarece ainda que matérias puramente sensacionalistas como essa tem como objetivo desgastar a imagem da Administração Municipal e que uma decisão de tamanha proporção não seria tomada sem que houvesse total interesse e aprovação da comunidade acadêmica da Unifei, bem como de seus representantes"

A matéria dizia que a prefeitura tinha manifestado a intenção em desapropriar o prédio do diretório, algo que foi confirmado pela reitoria na nota ao dizer que houve tratativas iniciais. A Secretaria de Comunicação, então, mentiu ao dizer que era puro sensacionalismo do jornal. É bom quando a verdade vem à tona.

Edson Riera disse...

M.Feitor,

O nosso Reitor registrou, esclareceu e sepultou a questao com gentileza e firmeza.
Vamos adiante.

Zelador

Anônimo disse...

Ai, aiaiai na canela com delicadeza. bravo reitor. A dita tem perna curta. E a desapropriação do Estádio do Yuracan? O aluguel do Instituto Padre Nicolau? Balões? Sonhos? Típico dos dias atuais.

Edson Riera disse...

Anonimo das 16:19 horas

A nossa Escola tem voz.

Zelador

Anônimo disse...

informativo PMI:Bairro Boa Vista terá Academia ao Ar Livre, Prefeitura já começou a fazer a base para a instalação dos equipamentos.

Edson Riera disse...

Anônimo das 21:40 horas,

Agora vai !

Zelador

Anônimo disse...

Vire e mexe o RR passa uma rasteira num secretario. Agora foi a vez da comunicação. Só que ninguém reclama. Nem pode!

Edson Riera disse...

Anonimo das 08:24 horas,

Eu venci, nós empatamos e vocës perderam.

É o estilo.

Zelador

Anônimo disse...

Anônimo das 08:24, seja mais claro! Alguém ficou desempregado?

Edson Riera disse...

Anônimo das 19:19 horas,

Outro dia um comentarista mencionou a saída do Secretário Pedro Mendonça. Parece que foi confirmada, como a saída do Secretário de Obras, que inclusive já foi substituído.
Época de arrumaçâo do quadro para as eleições.
Não seria surpresa mais substituições.
O comentarista anônimo deve estar por dentro das decisões.

Zelador