sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

CANTINHO DA SALA

Interchange - Willem de Kooning
O bilionário (lógico) Kenneth C. Griffin, pagou US$ 500 milhões por dois quadros: 
“Number 17A”, de Jackson Pollock, e “Interchanged” de Willem de Kooning. 
Ele comprou as obras da coleção particular de David Geffen e deixou-as em exposição no Instituto de Arte de Chicago.
O valor é recorde para os dois artistas e supera a marca de maior venda privada da história, de US$ 300 milhões pagos por um museu do Qatar por um quadro de Paul Gauguin.
“Number 17A” foi uma das três pinturas presentes numa matéria da revista Life de 1949 que apresentou a arte moderna a muitos americanos. 
Quando “Interchanged” foi exposta na galeria Sidney Janis, em 1956, um crítico de arte disse que de Kooning havia superado Pablo Picasso como o pintor mais influente do mundo.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: