quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

TOMOU O BARCO


Difícil de escrever. 
Tomou o barco hoje na terrinha a nossa Helena Colósimo Riera, aos 76 anos. A família e os amigos estarão juntos na Iª Igreja Presbiteriana de Itajubá, no Bairro do Morro Chic. O sepultamento está previsto para às 16:00 horas no Cemitério Municipal.
Dona Helena deixa os filhos que ajudou a criar, Edna, Edson, Beta, Eliane, Virgínia, José, Térça e os que nasceram em seguida, Marilena, Paulo, Luis Carlos e Regina.
Nossa mãe, Dina, tomou o barco em 1957, deixando 7 filhos, tendo o mais velho, 11 anos de idade. Nosso Pai, José Riera, então com 38 anos, casou-se com a jovem Helena que tinha 18 anos. Com o nascimento de mais quatro irmãos, completamos o time de onze.
Unidos e amigos pela educação recebida, pelos exemplos e claro, pela graça de Deus.
A Helena foi uma mãe de uma dedicação impar. 
Em 1977, com a partida do nosso Pai José Riera, a Helena seguiu na luta com fé e determinação.
Trouxe unida a família, com genros, noras, netos e bisnetos. 
A base da Rua Jayme Riera 50, foi mantida intacta. Ponto de encontros alegres e marcantes.
A Helena foi um presente de Deus para as nossas vidas.

Viver é Perigoso

15 comentários:

Roberto Lamoglia. disse...


Edson, aceite meus sinceros pêsames pelo passamento de D. Helena. É o trem da vida.

Em cada estação embarcam alguns... mas infelizmente desembarcam outros.

Sentimentos extensivos à toda família.

Roberto

Anônimo disse...

Zé, meus pêsames. Um grande abraço para todos, principalmente você o José e a Marilena. Os mais chegados.
" A vida dos mortos é a memória dos vivos"
Celem e família

Edson Riera disse...

Celem e Roberto,

Grato.

Abraço

Anônimo disse...

Caro amigo e estimados irmãos,dona Helena partiu mas deixou um grande legado que são os seus filhos e netos.Externo aqui todo o meu sentimento .Sei que neste momento ela está na companhia do pai eterno e nos protegendo das nossas dificuldades aqui na terra.


Virgilio de oliveira Machado

Anônimo disse...

Caro Edson, meus sentimentos. Não é o momento mas, me tira uma dúvida. Sempre achei que a Dra Odilene Pimenta era irmã também. Sempre via ela conversando com o L.Carlos (Puica), os dois moravam na mesma rua. Estou enganado?
Abraços



























marcos.caravalho disse...

Zé,
Nada mais que um profundo sentimento de solidariedade de quem te considera muito e pode imaginar o tamanho da perda.
Talvez D. Helena encontre lá no céu aquele porteiro (São Pedro??) citado pelo Manuel Bandeira.
- Licença, meu velho?
- Não precisa pedir licença Helena, aqui você manda, pode ficar á vontade...
Seu Zé Riera, num cantinho discreto dalí, como quem não quer nada (afinal, é Boavistense), dá aquele sorrisinho de satisfação escondida: "-Finalmente ela chegou. As coisas vão melhorar aqui..."
Que Deus os abençoe a todos
Abração

Anônimo disse...

Riera

Olhe o céu a noite e perceba que surgiu uma nova estrela .
Abraços

Alaor

Anselmo disse...

Meus sentimentos, Edson.
Abs

Edson Riera disse...

Anselmo,

Grato. Um abraço.

Edson

Edson Riera disse...

Marcos Carvalho,

Caro Marquinhos. A Helena fez por merecer o descanso eterno.

UM Abraço,

Edson Riera disse...

Caro Virgílio,

Um abração. Grato por sua presença.

Zé.

Edson Riera disse...

Caro Alaor,

Grato e um grande abraço.

Riera

Edson Riera disse...

Anônimo das 10:41 horas,

A Odilene é prima querida. Filha do Oswaldo, irmão do meu pai. As residencias ficam na mesma rua Jayme Riera, que foi meu avô.

Abraço

Zelador

João Heleno disse...

Meu Amigo e Família, grande abraço a todos, apesar de estar longe da terrinha, minhas Orações por D. Helena e toda a Família quê criou...!!!

Abraço!

João Heleno

Edson Riera disse...

Caro João,

Um abraço,