segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

E POR FALAR EM LIBERDADE...

"O jornalista norte-americano, Duane Bradley, autor do livro A Imprensa, sua Importância na Democracia, escreveu:
"A luta entre o governo e a imprensa é a melhor proteção das nossas liberdades".
São dele as palavras:
Um bom jornalista, que trabalha para um bom jornal, tem grande orgulho de estar ao lado da verdade contra tudo o mais.
Quando há uma notícia, a sua única preocupação é apurar a verdade na maior extensão e com a maior exatidão possíveis, sem pensar nas pessoas que talvez se ofendam, que possam ter o seu prestígio afetado, que melhorem de posição ou que escrevam uma carta indignada ao jornal.
Nenhuma consideração dessa ordem pode deter um jornalista na procura da verdade.
Se o governador do Estado está envolvido num escândalo, se o melhor amigo do jornalista é acusado de desonestidade contra o seu patrão, se um banqueiro foge com o dinheiro dos depositantes, há notícia - e a notícia é mais importante do que considerações de ordem comercial ou pessoal.
É por isso que se diz: "Um bom jornalista não tem amigos" - Viver é Perigoso/2009"

Introdução para cumprimentar o amigo Luiz Antonio Dias Santiago, do tradicional jornal "O Sul de Minas". Um homem de luta. Um homem necessário para qualquer comunidade.
Suas colocações apaixonadas, muitas vezes, provocam discordâncias. Nas condições da Itajubá de hoje, pode ser considerado um sobrevivente.
Deve receber muitos cumprimentos no dia de hoje. Quase todos inbox. Afinal, os olhos da organização estão atentos. No ar, a máxima: "Amigo dele, inimigo nosso".
Em passado distante discordei frontalmente de uma publicação no jornal. Hoje vejo que tratou-se de notícia. 
Não concordei, outras vezes, com a publicação de acontecimentos que poderiam, antes, serem melhor averiguados. Concordo porém que ele tem o direito de publicá-los.
Passa-nos a impressão que estão limitando o seu espaço de atuação. Tática antiquada do sufoco. Questão de tempo. Depois do escuro da noite vem a claridade das manhã. 
Siga adiante Santiago, você, os seus jornais e a entidade da qual participa, são importantes para a democracia e claro, para Itajubá.

Viver é Perigoso

19 comentários:

Walter Bianchi disse...

Sem duvida nenhuma um apaixonado por Itajubá. Polemico, muitas vezes contestado, mas um apaixonado pela "terrinha" cf o nosso Zélador.

Anônimo disse...





Com este ato vc praticamente detonou o IN, nada mais justo, seria oportuno acrescentar as Rádios da terrinha.

Anônimo disse...

Siga adiante Santiago, você, os seus jornais e a entidade da qual participa, são importantes para a democracia e claro, para Itajubá.


Zelador por favor não deixe o Véio saber disso não, ele pode ter um infarto.

Anônimo disse...

Só porque o RM não deixou vc escrever no jornal dele não é justo esta implicância, afinal vc também não escreve no OSM, ou será que tbem ta querendo, dá-lhe Santiago.
Agotra que o IN ta no muro ha tempos, i$$o tá.

Anônimo disse...




LIBERDADE é uma coisa, INDEPENDÊNCIA é outra coi$a.

Anônimo disse...



UAI ZELADOR, AUMENTARAM AS PASSAGENS DE ÔNIBUS E NENHUM PIO??? QUE HOUVE???

Edson Riera disse...

Wartão,

Um abraço.

Edson Riera disse...

Anônimos,

Os meus amigos são meus amigos. Os seus amigos são seus amigos. Muito bom se todos fossem amigos. Caso não for possível, continuaremos com nossos amigos.

Zelador

Edson Riera disse...

Anônimo das 17:15 horas,

O Blog comentou em "Rebanho de Carneiros". O povo está anestesiado.

Zelador

Anônimo disse...

O que muda?Vc muda?E ainda dizem que a sabedoria vem com a idade....Ahh vaidade,o pior dos pecados....Busque a paz,Riera...que mais importa?Abraço....

Edson Riera disse...

Anônimo das 19:08 horas,

Quanto mais o tempo passa mais constatamos que sabemos muito pouco. Tento apenas ser um razoável observador e escrevo sobre isso. Tudo é vaidade e a maior é dizer que é despido dela. Vivo em paz com minha família e amigos.
Tente entender o que vem a ser um blog como o "viver é perigoso". Trata-se de uma conversa aberta ao contraditório.
Não se trata de um noticioso e nem um instrumento para convencer ninguém.
Abraço

Riera

Prof. Vinícius Montgomery disse...

Caro Edson, li sua entrevista no Guia da Mantiqueira e gostei muito. Acho que penso mais ou menos como você. Outro dia conversando com um amigo perguntei: por que Itajubá que forma tantos profissionais de alta categoria e tem um curso de Administração (UNIFEI) estrelado não consegue fazer Planejamento Estratégico? Por que a Universidade Federal é tão distante das necessidades da cidade? Fico assustado de Itajubá não pensar no longo prazo. Qual a marca de Itajubá? Outro dia conversando com pessoas que encontrei em Ubatuba, quando me perguntaram de onde eu era e respondi, eles disseram que não conheciam Itajubá. Para referenciar a nossa cidade, falei de Pouso Alegre e eles já tinham ouvido falar. Mas fiquei pasmo quando me perguntaram: é perto de Piranguinho? Com todo respeito a Piranguinho, é como o rabo balançando o cachorro.
Pois é, Piranguinho tem uma marca e nós? Piranguinho é conhecida pelo pé de moleque, Maria da Fé pelo o frio, Santa Rita do Sapucaí é o Vale da Eletrônica. E nós? Qual a marca de Itajubá? Por que os itajubenses falam mal da própria cidade? Por que nossa cidade é uma verdadeira panelinha que não dá espaço para forasteiros?
Infelizmente, apesar do potencial gigantesco da nossa cidade, sem Planejamento Estratégico nada melhora.
Grande abraço;
Vinicius Montgomery

Edson Riera disse...

Prezado Professor,

Grato. No passado se discutiu muito o assunto. Um grupo formado pela Prefeitura, ACIEI, CDL, UNIFEI,FEPI e Economia, concluiram que a saída seria com base na Ciência e Tecnologia. Foi criado o Projeto Tecnópolis. Muito interessante. O Projeto era da cidade e não da Prefeitura ou Unifei.
Os políticos não entenderam. O grupo que ganhou as eleições seguintes esfacelou tudo.
Seguimos definhando. Nos tratam como pessimistas e arcaicos.
Têm medo do debate para traçar rumos.
É a vida.

Abraço,

Edson

Anônimo disse...

Parabens ao dono do OSM,semanario variado,com noticias exclusivas,excelente apresentaçao,otimo conteudo,publicidade forte, e, sobretudo,imparcial!O resto,prefiro nao comentar....

Edson Riera disse...

Anônimo das 09:36 horas,

Você não imagina a dificuldade para levar adiante um jornal numa pacata cidade do interior. Itajubá já deve ter uns mil. O Diretor trabalha em outras atividades para sobreviver, tem que lutar por publicidade, por informações e tentar ser independente.
O Sul de Minas tem exatamente a minha idade e deve estar "assim" de poderosos interessados em adquiri-lo, tão somente para calá-lo.
O relacionamento entre o jornal e o poder poderia ser bem melhor, caso o poder lhe concedesse acesso as informações e utiliza-se as suas páginas para informações. Mas o duro mesmo, é o olhar severo sobre os poucos que ousam a aparecer em suas páginas.
Depois que foi criado o jornal já assistiu passar pela terrinha uns 30 prefeitos e uns 500 vereadores. O jornal continua.

Zelador

Anônimo disse...

Principalmente publicidade forte!!

Anônimo disse...

O anonimo das 9:36 e um fanfarrao!!Ou da concorrencia....Cinico...

JORNALOSULDEMINAS disse...

Edson Riera, grato pela deferência.
Abraços à Sônia, filhos e netos.

Edson Riera disse...

Santiago,

Siga na luta.

Abraço

Edson Riera