terça-feira, 1 de dezembro de 2015

NOS ENCONTRAREMOS LÁ

Até que enfim ! Depois de 1 ano e meio de obras foi marcada a inauguração da "Revitalização da Praça e do Calçadão". 
Será no próximo sábado  5/dezembro, às 10:00 horas.
Ficou bom.
Talvez por inexperiência administrativa pública, por falta de planejamento, ou mesmo uma pitadinha de autoritarismo, todo o processo, desde a licitação, mudança ou ausência de prévio projeto, aconteceu, vem acontecendo e ainda vai acontecer muitas trombadas.
Que sirva de aprendizado para as tão esperadas obras de revitalização das Ruas Nova e Major Belo.
Teria sido muito melhor se tivesse acontecido consultas, diálogos e esclarecimentos.
Mas a Praça está lá e é nossa. 
Entendam rapaziada, os tempos são outros.
Vamos adiante.

Viver é Perigoso 


LEÃO DA BOA VISTA


Em pé, Aylton, Delfino, Manoel, Redondo, Gilberto, Gato, Luizinho. Agachados: Ziza, Victor Giffoni, Pelegrino, Silvio Riera e Califa.
Também jogavam nesse timaço, Alcheste, Zé Américo e Ditinho Baiano.
O Smart, também conhecido como "O Leão da Boa Vista", que disputava com o Vasco, conhecido do "O Lobo da Boa Vista" a preferência popular.
O Smart, com o Presidente Ademar Dentista, era o time da família Lamoglia e Mandolesi. Parte dos jogadores trabalhavam na Oficina e no Posto de Gasolina do Sr. Ítalo Mandolesi, na Rua Nova. O Vasco, das famílias Pereira Valente, da Fábrica de Doces Vera Cruz, dos Machados, dos Rieras, dos Sarlas e Colósimos, 
Na Boa Vista e Avenida todos eram ou Smart ou Vasco. Contra o Yuracan, Itajubense e Fábrica de Armas, todos se juntavam.
Algumas vezes carreguei as chuteiras do meu primo Silvio Riera, quando de partidas realizadas no Estádio Cel. Belo Lisboa. Com esse artifício, entrava sem pagar ingresso.
Bons tempos.

Viver é Perigoso    

TERIA QUE ESTUDAR MUITO


Em Brasília, Al Capone não conseguiria aprovação no Supletivo Primeiro Grau.

Clarin da Boa Vista