domingo, 1 de novembro de 2015

MEIA - SOLA

Antigamente, quando se consertavam sapatos, para o serviço ficar mais barato, os sapateiros trocavam somente a parte gasta do solado dos sapatos. Serviço conhecido como meia-sola. 
Na Boa Vista, é claro, funcionava a melhor sapataria do país e porque não do mundo, na colocação de meias-solas.
Para os de fora esclareço: Sapataria do Procópio.
Do Procópio já falamos muito. Quase um alienígena. Bem sucedido em tudo o que se propôs a executar. Artesão sapateiro, treinador de futebol, sacristão e o mais convincente lobisomem de Minas Gerais. Função só exercida às meia-noites das sexta-feiras e diga-se, com muita classe.
Trabalhava sentado em seu centenário banquinho, com assento de tiras de couro, por oras seguidas. Dali não arredava o pé nem para traçar a aromática bóia fornecida em marmita pela Dona Neide Bigodinho.
Permanecia sempre com as tachinhas no canto da boca e emitia sons de tuba de banda de música. 
Voltamos a meia-sola. Os sapatos eram caríssimos e originalmente quando comprados, quase sempre na "Estrela do Sul", vinham com solas de couro. Com o caminhar pelo piso áspero de paralelepipedo, gastavam rápido. 
Era regra: sentiu uma certa umidade no pé ? Hora da meia-sola.
Raríssima vezes a meia-sola era colocada de couro. Muito mais em conta as de borracha.
Aí é que situava a arte. A escolha da borracha ficava por conta da freguesia. 
Eram originadas de pneus usados.
Para calçados de crianças, de bicicleta, para adultos, de automóveis e caminhões. Havia exceção. O Zé Cláudio Cardoso exigia meia sola de pneu de vespa. Pagava mais caro, mas podia.
Esse negócio de escolher pneus para os bólidos de Fórmula 1 é mera cópia da tecnologia procopiana.
O sapado iria ser usado lá pelas bandas da Vila Isabel, Capetinga e Fazenda do Cel. Alcides Faria ? Pistas, ou melhor, caminhos lisos, escorregadios ? Meia sola de pneus Good Year, tipo lameiro. 
Para o caminhar macio da cidade ? Meia sola de pneus Firestone, tipo para pistas secas.
Não sei a razão, mas o Virgílio Machado, exigia solado duplo, tipo plataforma da Carmem Miranda. Talvez gostasse de ver o mundo lá de cima.
Ficava bom e sem dúvida durava muito. O ruim é que, talvez devido ao peso, deixava o pessoal da Boa Vista com um andar padronizado de Frankstein.
O chulé era ínfimo.

Viver é Perigoso   
     

SOIS REI ?



Corre à "boca pequena" que nos últimos tempos tem sido muito lida na terrinha as teorias do francês Jacques Bossuet, que viveu entre 1627 e 1704. Teórico do Absolutismo.
Ele partiu do pressuposto que aqueles no poder eram representantes de Deus na terra. Os detentores do poder tinham que possuir controle total da sociedade. Desta forma, eles não poderiam ser questionados quanto às suas práticas políticas. Assim, o "monarca" possuia o direito divino de governar e o súdito que se voltasse contra ele estaria questionando as verdades eternas de Deus.

Pode isso Arnaldo ?

Viver é Perigoso

VAI QUE DEPOIS EU VOU


Num passado recente, quando uma grande empresa ou um setor em dificuldades anunciava a demissão de funcionários, o governo sensibilizava-se, negociava diretamente e encontrava solução para os problemas, salvando os empregos. Hoje, o governo envia uma mensagem de pêsames e nem manda representantes para acompanhar o féretro.

Clarin da Boa Vista 

PORQUE HOJE É DOMINGO


MOÇA BONITA

O ENROLADO