sábado, 31 de outubro de 2015

ESQUEÇAM O QUE NÃO ACONTECEU


Encontrei-me hoje na Praça Theodomiro Santiago, pela manhã, com muitos amigos, quase todos ex-companheiros na nossa Escola. O pessoal costuma aproveitar os últimos feriados do ano para promoverem encontros de turmas. Tradicional, alegre e triste.
Quase todos não necessitam mais de feriados para viajar e se encontrar. Rir, Comer, Beber e se der, um pouquinho de rezar.
O que constato diariamente encarando o espelho é uma realidade. O tempo é implacável. Não poupa ninguém fisicamente.
Mentalmente e de espírito acontece algo diferente. 
Aqueles, que no passado distante foram mais questionadores, mais lidos, mais cultuadores de bons filmes, boas músicas, mais namoradores, mais românticos, mais brincalhões,estão mais tristes, calados e com sorrisos distantes. Independente de sucesso profissional e de vida.
Outros, no passado, alheios a outros assuntos, exceto o aprendizado técnico, parecem mais alegres, mais afoitos e ansiosos em participar de toda a programação montada.
Uns sentindo o que aconteceu e outros sentindo o que não aconteceu.
Todos, inexoravelmente, no encontro na Praça, devem lembrar dos anos 60 e 70 vividos na terrinha. 
Volta tudo.
Confissões ao pé do ouvido:
 - Lembra-se daquele episódio em 1970 ? O culpado fui eu.
Tudo bem. Esquece. O possível crime está prescrito.
- Outra coisa, sou comentarista assíduo e anônimo no blog "viver é perigoso" . 
Tudo bem, continue.
Ah! Algo em comum: Todos atônitos com o momento vivido pelo país.

Viver é Perigoso
 

O RETORNO


O rapaz angolano Jocéu Wando Capilo, cursava o segundo período no Inatel, em Santa Rita do Sapucaí. Era intercambista.
Ontem, o moço foi baleado e veio a falecer. Segundo a Polícia Militar, foi atingido ao tentar separar uma briga.
O Inatel, em nota, como não poderia deixar de ser, lamentou imensamente e suspendeu todas as atividades acadêmicas até o próximo dia 3 de novembro.
Voltará para a sua terra.
Triste.

Viver é Perigoso 

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Esther Williams - 1945