sexta-feira, 30 de outubro de 2015

MOMENTOS MÁGICOS

MOÇA BONITA

Jean Shrimpton

QUANTO PIOR, MELHOR


Mesmo com as provisões para devedores duvidosos, o Bradesco anunciou o lucro contábil de R$ 4,1 bilhões no terceiro trimestre. Receita advinda, como naturalmente acontece, das tarifas e dos astronômicos juros.
Os investidores assustaram um pouco com provisões feitas para devedores duvidosos, de R$ 3,852 bilhões. Pessimismo não é !
Bancos, bancos, bancos...não brincam em serviço. Apostam muito no sucesso do Ministro Levy, ex Diretor do Bradesco.
Entendam bem o significado do "sucesso".

Viver é Perigoso  

EU TENHO A FORÇA !



Curitiba hoje: Odebrecht supõe que tem a força. Estaria acima do bem e do mal.

Clarin da Boa Vista

IMPRENSA - PARA PENSAR


"É de mencionar, por exemplo, a circunstância de frequentar os salões dos poderosos da terra, aparentemente em pé de igualdade, vendo-se, em geral e mesmo com frequência, adulado, porque temido, tendo, ao mesmo tempo, consciência perfeita de abandonada a sala, o anfitrião sentir-se-á, talvez, obrigado a se justificar diante dos demais convidados por haver feito comparecer esses "lixeiros da imprensa" "

Max Weber (citado por Eugênio Bucci)

Bucci, continuando: ...
O eclipse da razão se aprofunda. A conjuntura nacional vive dias de breu e de loucura. Os discursos se embaralham uns aos outros, como numa peça teatral em surto, com vilões tomando para si as falas dos mocinhos e vice-versa. Os herdeiros do patrimonialismo pátrio se aliaram aos herdeiros de uma concepção idealizada da ditadura do proletariado. Cerram fileiras no discurso, Falam as mesmas frases. Pois bem: por que isso ? Se são uns o oposto dos outros, por que se aliaram ? Será que os ameaça um inimigo comum ? Sera que pelo menos isso eles têm em comum, um inimigo ?
Parece que sim. A julgar pelo que uns e outros andam dizendo, o inimigo que ambos atacam em parceria é essa entidade que eles preferem chamar de mídia. 
O que os apavora não é a "mídia" em geral, mas a imprensa, só a imprensa. Eles combatem a prática do jornalismo, embora não ousem a dizer esse nome. Não pegaria bem.
E porque detestam o jornalismo a esse ponto ? A resposta agora é mais fácil: detestam porque o jornalismo vive de expor o que uns e outros gostariam de esconder (ou precisam desesperadamente esconder).
Uns aprenderam a falar na língua dos teóricos da esquerda. Outros aprenderam a usufruir a fortuna da direita. Juntos, dizem que o maior demônio do Brasil é a imprensa, quer dizer, a "mídia". Não aturam ver seu próprio lixo revolvido pelo jornalismo. Para continuar com seus negócios, dependem das trevas e do eclipse da razão. A imprensa, por mais defeituosa que seja, só vive na luz. 

Trechos de publicação no Estado.

Viver é Perigoso

SEM DÚVIDA


TOMOU O BARCO


Tempo de colheita. Um amigo chegado disse-me que já estava ficando temeroso de abrir a página do blog. Muitas postagens sobre a Tomada de Barco.
Fazer o que ? É a vida...
Hoje, no balcão da padaria recebemos uma notícia triste. 
Tomou o barco no último sábado o grande amigo Ari Foster. Sim, ele mesmo. O Ari que durante muito tempo era tratado na terrinha por Ari da Boneca de Pano.
Empresa de sucesso administrada pela sua ex-esposa Francisca Areias e pelo próprio Ari. Participamos juntos de diretorias e conselhos diversos em Itajubá. De clubes, Associações e Entidades diversas.
Tranquilo, leal, solícito e definitivamente desprendido. Uma figura marcante.
Ari, tomou o barco no último sábado em Pouso Alegre.
Será realizada hoje Missa de Sétimo dia, às 19:30 horas, na Igreja de N.S. da Agonia.
O time do lado de lá já está bem mais forte do que o do lado de cá.

Viver é Perigoso 

ANTIGO ELDORADO


No início dos anos 60, a Companhia Siderúrgica Paulista - COSIPA, tornou-se um o eldorado para muitos recém-formados na nossa Escola de Engenharia.
A empresa foi fundada em 1953. Depois de 10 anos de preparação e projetos, foi inaugurada em dezembro de 1963 pelo então Presidente João Goulart.
Engenheiros formados em Itajubá tiveram grande participação na empresa. Lá também se desenvolveu a BPS Terraplanagens, do Sr. Benedito Pereira dos Santos, quando da construção da Usina. 
Em agosto de 1993, a COSIPA deixou de ser uma empresa estatal. Foi privatizada, através de um leilão na Bolsa de Valores do Estado de São Paulo, passando a ser controlada por um grupo de investidores liderados pela Usiminas.
Ontem, foi informado que a Usiminas decidiu interromper temporariamente as atividades das áreas primárias da Usina de Cubatão. Assim se justificou a empresa: 
"O referido ajuste objetiva reposicionar a Usiminas em um novo patamar de escala e competitividade perante um contexto econômico de deterioração progressiva do mercado siderúrgico".
A Usiminas, informou que as demissões chegarão a 4 mil empregos. Segundo o presidente do Sindicato dos Siderúrgicos e Metalúrgicos da Baixada Santista, Florêncio Rezende de Sá, as demissões poderiam chegar a mais de 8 mil empregados diretos e indiretos. Ainda nos cálculos dele, a siderúrgica gera 10 mil empregos diretos e indiretos na região.

Blog: A crise é implacável. Dificílimo competir com os produtos chineses, que daqui levam o minério e aqui despejam o produto acabado. O produto primário atravessa oceanos e volta atravessando os mesmos mares. Complicado de entender.
A CSN, de Volta Redonda, atravessa as mesmas ou ainda maiores dificuldades.
Salvem-se aqueles que puderem.

Viver é Perigoso