quinta-feira, 10 de setembro de 2015

É A VIDA...



Cesar Maia pediu a um psiquiatra que analisasse o discurso da presidente Dilma. Veja o resultado.

1. Agradeço o envio destes 18 vídeos com palavras, entrevistas e discursos da presidente Dilma, que circulam no YouTube. Vê-los todos em sequência permite-me responder a pergunta feita com maior precisão e responsabilidade. Dilma passa por algum desequilíbrio mental?
2. De fato que os vazios de memória, claros nesses vídeos, podem ser o início de demência senil. Há sinais disso. Mas pode ser um momentum de depressão que afeta a sua memória.
3. A demência senil, em geral, só apresenta sinais após os 60 anos. Tem causas orgânicas e também causas psíquicas. Ambas podem ser postergadas com tratamento químico e psíquico.
4. Se a causa for inteiramente psíquica, esse quadro pode ser provisório e reversível. Por exemplo, uma depressão profunda e continuada afetando a memória. Para quem tem obrigações funcionais que não permitem um aconselhável descanso físico e mental, a paliação encontrada é também neuroquímica.
5. Jornais da época diziam que o deputado Ulysses Guimarães tinha um acompanhamento desse tipo, com lítio, em relação a lapsos de memória. Mas como deputado, seu tempo poderia ser controlado com períodos de descanso. Viagens internacionais ajudam muito como momentos de descanso. Para não falar nos recessos parlamentares e feriadões.
6. Mas a função executiva e, no limite, as responsabilidades presidenciais, impossibilitam esses momentos, especialmente em conjunturas de crise. Supondo, por hipótese, que a presidente Dilma enfrente apenas um momentum de depressão, tenha tais lapsos de memória em função disso e esteja tendo um apoio neuroquímico, nos traria um conforto por um lado.
7. Mas, respondendo outra pergunta sua, impediria, ou pelos menos, aconselharia que a presidente Dilma pedisse licença para um descanso, acompanhado de tratamento psíquico e neuroquímico. Pelo que se vê nos vídeos, esse pedido de licença deveria ser imediato e, por no mínimo, de um ano. Creio que seria bom para ela e bom para o país.
 
Brickmann
 
Viver é Perigoso
 

CANTINHO DA SALA

Sonia Delaunay

TITANIC !

 
Não é necessário ser um grande estudioso de economia para saber que vem por aí coisa bem pior. O Prefeito e seus incontáveis assessores ainda não deram conta da situação brasileira.
Possivelmente, entre lascas de alcatra mal passada e copos de tubaína, comentem nos seus encontros, que o assunto é problema da Dilma, do Levy, da China e dos refugiados que vagam pela Europa.
Itajubá está protegida. Nossa indústria está consolidada. O comércio é forte e domina a região. Os serviços são enxutos e detém ampla tecnologia.
Na verdade, como dizem na Boa Vista, é claro:
- Estamos no arroz !
Não tenham dúvidas que o Chefe do Executivo estimula e dá todo o seu apoio para o "queixo duro" dos 7 vereadores que o seguem messianicamente.
A Câmara tem a sua disposição, anualmente, 7% da arrecadação líquida do município. Segundo informado, o montante beira os R$ 7 milhões.
Afirmou o Vereador Robson, que menos  de R$ 1 milhãos são gastos com os salários dos vereadores. O saldo de R$ 6 milhões seriam gastos em custos internos e parte devolvida para a Prefeitura aplicar onde julgar mais necessário.
Diante do dantesco quadro econômico previsto para este ano, 2016 e possivelmente 2017, o que levaria o Senhor Prefeito a não influenciar (citando de maneira gentil) os seus 7 vereadores caminharem ao encontro da vontade da quase totalidade da população, votando pelos 10 ? 
O que levaria o Senhor Prefeito a não propor numa próxima segunda etapa, à Câmara Municipal o repasse de 2% da arrecadação líquida de município ?
Em contas "em cima do joelho" sobraria, caso a arrecadação seja mantida (o que dificilmente ocorrerá) para a Prefeitura, R$ 5 milhões/ano.
Só pode ser:
Desconfia-se que não adotam essas providências por temerem que seja considerada uma vitória daqueles que lutaram pela causa.
Absurdo dos absurdos.
 
Viver é Perigoso

ABOBRINHA

 
"O corte da nota brasileira pela agência Standart & Poor´s  não significa nada. Significa que apenas a gente não pode fazer o que eles querem. A gente tem que fazer o que a gente quer. "
 
Lula

ALMA LAVADA E ENXAGUADA

 
Só não foi confirmada a presença da Mulher de Bronze na Audiência Pública promovida pela Câmara Municipal, ontem à noite no auditório da Faculdade de Medicina de Itajubá.
Auditório totalmente lotado. Com certeza, toda a população da terrinha esteve representada. E bem.
Derrubado com facilidade os pobres argumentos de aumento de representatividade e não elevação dos custos com a Lei Municipal, já aprovada, aumentando de 10 para 17 vereadores.
Jovens estudantes, professores, operários, empresários, fulminaram com inquestionáveis argumentos, o inoportuno da modificação.
Alguns dos sete vereadores promotores da inflação para 17, entre eles o Prof. Rui e o religioso Joel da Guadalupe, até que tentaram, em gesto kamikaze,  "peitar" o consciente público presente. Debalde. Mal conseguiram segurar o microfone. Foram levados a bater em retirada.
Pode ocorrer que nenhuma palha seja movida pelos 7 vereadores que seguem caminhando, ou melhor, arrastando-se, pela contramão da história. O tempo legal é curto e fazer reflexão, cair na real, atualizar pensamento e  corrigir rumos é para poucos. Carece de humildade, sentimento em falta no mercado.
Na certa, foi com a alma lavada e enxaguada, como dizia Paulo Gracindo, que os itajubenses  sairam da Audiência Pública. 
Ainda existe esperança de dias melhores.
 
Viver é Perigoso 

CARGA MÁXIMA