quinta-feira, 21 de maio de 2015

MOÇA BONITA

Grace Kelly

PINTOU ENROSCO ?


CANTINHO DA SALA

Odilon Redon

TERRINHA BOMBANDO !

 
Um levantamento da Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS) aponta que há superlotação em pelo menos seis presídios do Sul de Minas. Em Itajubá, o presídio tem hoje 602 presos, mas a capacidade é para 302.
 
Blog: Atenção Leandra, Canha, e outros incentivadores da implantação do presídio na terrinha. Em 2009 o "viver é perigoso" já premeditava o breque.
Ocorrência óbvia em se tratando de Brasil.
 
ER  

PÉROLAS DE SÃO BERNARDO

 
E disse o falastrão para a platéia empolgada:
 
"...Os pastores evangélicos jogam a culpa em cima do diabo. Acho fantástico isso. Você está desempregado é o diabo, está doente é o diabo, tomou um tombo é o diabo, roubaram o seu carro é o diabo”.
Eu acho legal (culpar o diabo) porque é direto. Não tem nem investigação. É direto. O culpado está ali. É a teoria do domínio do fato”.
 Sobre cobrança de dízimo nas Igrejas evangélicas. “E a solução também está ali. É Deus. Pague o seu dízimo que Jesus te salvará”,
 Vocês sindicalistas têm que aprender a fazer isso porque cobram mensalidade, cobram contribuição sindical e não resolvem as demandas da categoria..."
 
Blog: Uma hora vai ter que parar.
 
ER

MARIANA !

Ela tem apenas 23 anos, mas conseguiu transformar um projeto inovador em uma façanha digna de prêmio com cara de internacional. Da Nasa, nos Estados Unidos, para onde embarca nas próximas semanas, Mariana Vasconcelos, carregará mais do que o natural fascínio de ter pisado em um centro de estudos da Agência Nacional Americana. Trará na bagagem conhecimento suficiente para aprimorar a tecnologia de um aplicativo e render bons frutos à agricultura de Minas.
A jovem, de Itajubá, no Sul do Estado, é co-fundadora do aplicativo AgroSmart, uma plataforma digital que utiliza sensores espalhados pela plantação para definir a quantidade perfeita de água a ser usada na irrigação de lavouras. O objetivo é reduzir o desperdício do recurso natural.
Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 50% da água empregada para essa finalidade, no mundo, são jogados fora.
Vencedora do prêmio Call to Innovation (Chamado para a Inovação, na tradução livre), idealizado pelo Fiap (importante centro de ensino em tecnologia, inovação e negócios do Brasil) em parceria com a Singularity University, da Nasa, a administradora pretende utilizar a experiência, adquirida nos próximos três meses, em prol da sustentabilidade, sobretudo em Minas.
“Voltarei mais madura e, com certeza, vou ter muito a agregar no trabalho que realizamos. Além da economia de água e energia, vamos desenvolver aplicativos no sentido de aprimorar a adubação e o controle geral das plantações. Já temos novos projetos em vista, mas ainda não podemos adiantar do que se tratam”, adianta.
O AgroSmart começou a ser desenvolvido em setembro do ano passado e, após constantes aprimoramentos, em três meses estava apto a ser comercializado. Atualmente, o sistema, que funciona integrado à internet, é dotado de informações suficientes para ser implementado imediatamente em culturas de feijão, milho, cana-de-açúcar, café, laranja e soja.
O custo da plataforma digital, entretanto, ainda não foi fixado, pois varia conforme o tipo de terreno, de solo, com o relevo e tamanho da propriedade. Para ter acesso ao aplicativo, é preciso fazer um breve cadastro no agrosmar.com.br.
Com a conquista do prêmio, a jovem administradora, que desbancou mais de 500 concorrentes – entre brasileiros e estrangeiros naturalizados no país –, faturou uma bolsa de estudos de cerca de R$ 90 mil para estudar na Singularity University, que funciona em um centro de pesquisas da Nasa, no Vale do Silício, na Califórnia (EUA).
 
Hoje em Dia
 
ER