terça-feira, 5 de maio de 2015

QUEIMA DE ARQUIVO


PRINCÍPIOS ESPORTIVOS

 
Tenho como princípio esportivo não torcer contra time nenhum. Claro que sou Flamengo e não costumo fazer uso desse privilégio. Sou Mengo influenciado pelo Sr. Camarinho, da Boa Vista, é claro. O Sr. Camarinho era o responsável pela Casa de Jogos (carteado) que existia ao lado da Igreja São José. O prédio foi demolido há séculos. Segundo minha avó Terça Tredicce Riera, que morava próximo, aquele local era um antro. Um centro de perdição. A morada do capeta quando de suas esporádicas passagens pela Boa Vista.
O Sr. Camarinho também era um procurado corretor zoológico (jogo do bicho). Um jogo perseguido como contravenção (dava cadeia), que hoje sofre a desleal concorrência de dezenas de outros legalizados. pelo governo.
Com ele decorei a escalação do Tri-Campeanato Carioca de 1953/54/55. Garcia (ou Chamorro), Tomires, Pavão, Jadir (ou Servílio), Jordan, Dequinha, Joel, Rubens (ou Moacyr),Evaristo, Dida e Zagalo (ou Babá). Técnico. o paraguaio feiticeiro, Dom Fleitas Solich.
Pois bem, no último domingo a fidelidade ao Mengão foi colocada de lado.
O João, nosso neto mais velho é vascaíno até debaixo d água.
Torci pelo Vasco na decisão do Campeonato Carioca e pior, torci contra o seu adversário Botafogo. Que me poupem os oito botafoguenses de Itajubá: Fabiano Mohallen, Gatinho, Anibal, Rony, Zé Cláudio Cardoso,João Heleno, Silvio Riera e Marreco.

ER

NA VANGUARDA DO ATRASO

 
Deu no site da JovemFM:
 
"Devido ao pedido de Urgência pedido pelo Executivo para o trâmite do Projeto de Lei se sua autoria , de numero 4053, este projeto, que pretende vender 12 imóveis da Prefeitura ,poderia ser votado na sessão de ontem da Câmara Municipal.
No entanto, Presidentes de Partidos Políticos, de nossa cidade, encabeçados pelo Presidente do PSDB, José Francisco Marques Ribeiro, e outros ( PSB, PSTU, entre eles ) entrou com uma abaixo assinado pedindo que seja realizada um Audiência Publica, para que a população possa discutir com maiores detalhes este projeto.
Audiência Publica já havia sido proposta pelo Vereador Wilson Marins, na comissão que preside, e que foi negada pelos demais membros. Inconformado, o Vereador propôs em plenário a realização da Audiência que foi negada pelos demais edis.
Na semana passada aos 12 imóveis foi acrescentado mais um , num projeto em separado. Uma pequena praça , defronte ao CEAM, com cerca de 400 m2. Quanto valerá e para que servirá ?"
 
Blog: Não entendi o acontecido. Um pedido, ou seria um apêlo, para a realização de uma Audiência Pública, feito pelos presidentes de alguns partidos políticos da cidade provocou a não votação do destrambelado projeto do Prefeito pedindo autorização para 'queimar" em leilão prédios e terrenos públicos para fazer caixa ?
Como fez o PMDB na gestão passada pressionando o seu vereador Silvestre a votar conforme decisão e interesses partidários, os partidos que são contra a venda de bens públicos deveriam fechar questão e exigir os cargos. Simples.
Sinceramente, chego a pensar que a intervenção dos presidentes dos partidos, como ocorrida, pode até enfraquecer o movimento "pró-conservação dos bens públicos". Os políticos e seus partidos estão desgastados e por isso mesmo, dispensados e mesmo proibidos, de caminhar  lado a lado  do povo indignado.
Claro que os políticos também são "povo". Um povo especial, mas povo.
O episódio pode se transformar em luta de interesses político/partidária e isso não nos interessa.
Estamos lascados é a grande verdade.

ER
 
 

EDIL IMOBILIÁRIA


Segundo os especialistas em mercado, o melhor investimento em tempos de crise continua sendo a aquisição de imóveis. Prédios, preferecialmente não residenciais, terrenos localizados em área central são os mais procurados no momento.
A Imobiliária Edil, recém instalada na cidade, com uma maneira inovadora de trabalhar, proporciona aos investidores locais excelentes oportunidades.
Preços fixos definidos e com total cobertura legal.
Alto padrão.
Oportunidade única para aquisição de um ou mais imóveis, incluindo uma bela Praça situada num aprazível local.
Negócio de ocasião. Atuais proprietários desorientados, divididos e alienados, facilitam a negociação.
Fale com um dos nossos sete (7) dedicados e disciplinados professores, ou melhor, corretores de plantão. 
Procure-nos nas nossas amplas instalações na Praça Amélia Braga.

Imobiliária Edil