segunda-feira, 27 de abril de 2015

CONTA GOTAS

1- Pela segunda vez na história recente do país, estive hoje no Centro Administrativo da terrinha. Fui pagar uma multa que nem sabia que existia. De passagem, tomei a iniciativa de cumprimentar o Sr. Prefeito que dava uma entrevista.
Caos no setor de recebimento jurídicos. A  atendente foi paciente e educada. Uma só advogada (precisa ?) para o atendimento. Levei apenas 02:30 para ser atendido. Idosos e senhoras com crianças no colo aguardando.
Fui salvo, dentro da legalidade de espera, pelo Dr. Richard, que atendeu com cortesia. Impressionou o vai e vem de funcionários que caminham daqui prá ali e de lá prá cá, sempre com pastinhas nas mãos, como tentassem resolver os problemas da humanidade.
 
2 - Teto do setor jurídico da Prefeitura. Muita criatividade do pessoal na fila de espera. Aparentemente é formado por dezenas de caixas d´´agua com as respectivas bocas (se é que elas têm) viradas para baixo. Um cidadão, na fila para ser atendido, olhou para cima e disse: Pessoal esperto os que construiram isso de boca para baixo. Na certa foi para evitar o acúmulo de água e proporcionar uma vivenda para os mosquitos da dengue.
 
3 - Podem anotar: sempre aconteceu na terrinha. As autoridades verificam, ou mandam assessores especializados acompanhar, a publicação de anuncios nos jornais da terrinha. Publicou uma propaganda no "O Sul de Minas", "Jornal da Cidade", de imediato recebe "um toque" registrando o desagrado. Agora, quando o semanário cumpre os requisitos situacionistas, os anunciantes carecem de obter senha para apresentar as novidades do seu comércio. É a vida. 
 
4 - Continuo a insistir. A Câmara Municipal deveria, de forma urgente, transferir o seu funcionamento para o Centro Administrativo. Observando hoje, completaria de forma harmoniosa o ambiente. E lógico, estariam fisicamente onde sempre estiveram neste governo. Longe do povo e bem próximo do Executivo. 
 
ER
 
 

PERNA DE PAU

 
Sabe aquele sujeito horrível jogando futebol mas que tem que jogar pois é dono da bola e dos uniformes ? O pessoal coloca-o lá na ponta-esquerda. Ninguém lhe passa bola. Vez por outra bate (mal) um lateral. Tudo bem, serve para abraçar os outros nas comemorações de gol e sair nas fotografias.
É hoje a Dilma.

Viver é Perigoso

PRO PINA ENTREGUE