quarta-feira, 11 de março de 2015

ROBERT MITCHUM


Virgílio Machado 70 anos. Parece brincadeira.
Como, um atleta que, duas vezes por semana, corre lépido pelo Campo de Futebol do Vasquinho, na Boa  Vista, é claro, pode ter essa idade ?
Pior, ainda carrega um sobrepeso extra. Explico: atua com a camisa de número 11, ou seja, suporta nos ombros dois numerais. Poderia jogar utilizando entre os números 1 e 9.
Conhecido nos seus áureos tempos (ainda mais áureos do que os de hoje), como o Robert Mitchum da Boa Vista, ficou famoso por viver paixões avassaladoras que vinham sempre acompanhadas de extraordinárias trilhas sonoras e cachoeiras de cuba-libre.
Paixões "sui-generis", uma vez que as beldades protagonistas dificilmente tinham conhecimento do platônico amor.
Nas noites do Bar da Dona Fanny, bebericando mais um "London Dry Gim", sempre acompanhado de um bolinho de carne conhecido como Tilock, cigarro Capri (com filtro) no canto dos lábios, a impressionante figura costuma murmurar:
- O fatal, o derradeiro e o que importa é que eu a amo. Se ela não sabe e não tem conhecimento da minha existência é mero detalhe.
No que concordava o seu inseparável amigo e também apaixonado, não por mulheres deslumbrantes, mais por causas. Afinal, era de Passa Quatro, terra do Orlandão do Tocantins e do menos votado José Dirceu.
Acabaram, os dois, tirando sorte grande na vida. A Ester e a Angela não deixam mentir.
Virgílio, o amigo mais burramente leal conhecido na face da terra. Jamais questionou algum em sua defesa própria. Quanto aos seus amigos...
Como já foi escrito: Em se tratando de amigos não tenta separar a briga. Já chega dando vuadera.
Um sujeito que nasceu em plena Segunda Guerra Mundial, curtiu as big-bands americanas, viu o início do rock, conheceu o Cocão Charreteiro, o Milton Lobisomem, o Tião Javali, o Procópio Sapateiro, a paixão do Frank Sinatra pela Ava Garner, viveu a história e vive a vida.
Abraço Véio.

ER   

MOÇA BONITA


DEU NA RÁDIO JOVEM FM - 1


Assumindo realmente a posição de informativo, o que deve demandar muito esforço, uma vez que a sua emissora encontra-se no Index da administração municipal, a Jovem FM, a jornalista Célia Rennó, confirmou que a empresa Aterpa, responsável pela construção do aeroporto do Estado em Itajubá levantou voo. 
As obras estariam paralisadas desde outubro (por certo por falta de pagamentos).
Que fique claro, antes que caiam "matando" em cima do Prefeito. A obra é de responsabilidade do governo estadual com recursos do governo federal.
Já viram né ? Na pindaíba em que sem encontram...
Com a palavra o Deputado Ulisses, uma vez que o Bilaquinho e o Dalmo, depois das eleições, estariam frequentando a turma do baixo clero, de onde não sai nada mesmo.

ER

DEU NA RÁDIO JOVEM - 2

Ouvindo um trecho da entrevista do Professor Paulino, fiel petista de primeira hora. Dedicado e competente professor.

Mas na política...

Impressionante a destreza dos preparados petistas em discutir e tourear os assuntos. Imagino que olham para o infinito, respiram fundo e trazem as críticas e elogios para o âmbito municipal, estadual ou federal, conforme a necessidade do desvio ou do ataque.

Com o governo federal no "bico do corvo" e já estudando o agendamento da sua missa de sétimo dia, a responsabilidade por problemas na educação são transferidos para o Congresso. Quando não, na maioria das vezes, culpam os governadores mineiros do passado. Já chegarão no Hélio Garcia e no Dr. Aureliano Chaves.

Indagado sobre as providências já adotadas pelo novo governo petista estadual, mostrou-se muito satisfeito, uma vez que mesmo não resolvendo nada está conversando muito.

A realização de seminários sindicais, audiências públicas e encontros afins, se  tornarão uma ótima oportunidade para elogiar a Coreia do Norte, Venezuela e a velha e querida Cuba (que se aproxima a contra-gosto dos americanos).

Batido, passou o prometido pagamento do piso salarial aos mestres mineiros. Sabe quando o Pimentel irá pagar : Nas calendas gregas.

É a vida...

ER

NA MOSCA !


15 DE MARÇO


PANELA POPULAR

Escreveu o jornalista Ricardo Kotscho

"...Como nosso País é muito grande e eu moro em São Paulo, na região dos Jardins, o principal reduto tucano, é preciso tomar muito cuidado para não generalizar o que aconteceu durante os 15 minutos do pronunciamento da presidente.
Por isso, logo cedo, perguntei à dona Edite, uma senhora baiana que trabalha com minha família faz mais de vinte anos, se houve algum protesto semelhante no bairro dela, o Jardim João 23, na periferia da zona oeste paulistana. Pelo seu relato, e eu não tenho nenhum motivo para duvidar, lá foi tudo igual..."
 
Viver é Perigoso